Em mercados / politica

Polícia Federal deflagra nova fase da Lava-Jato e prende filho do ex-ministro Edison Lobão

A prisão é preventiva e foi efetuada no Rio de Janeiro

Polícia Federal
(Divulgação/PF)

SÃO PAULO - A Polícia Federal, em cooperação com o Ministério Público Federal e com a Receita Federal, deflagrou, na manhã de hoje (10), a 65ª Fase da Operação Lava Jato, denominada Galeria.

São cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão preventiva nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso na manhã desta terça no Rio.  

A presente fase investiga os possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, decorrentes do pagamento de vantagens indevidas, relacionadas a contratos de uma organização global, com forte atuação no país como empreiteira, para a construção de usina hidrelétrica no estado do Pará.

Investiga-se também contratos de grupo empresarial que atua no ramo de serviços ambientais com a Transpetro, que é subsidiária da Petrobras, e a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

De acordo com o MPF, Márcio Lobão e Edison Lobão solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht em R$ 50 milhões entre 2008 e 2014. 

O nome da operação remete às transações com obras de arte que teriam sido utilizadas como forma de dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas.

O preso será conduzido para a Superintendência Regional de Polícia Federal no Paraná.

Quer saber o que esperar da política nos próximos meses? Insira seu e-mail abaixo e receba, com exclusividade, o Barômetro do Poder - um resumo das projeções dos principais analistas políticos do país:

 

Contato