Em mercados / politica

Acordos com os EUA, fim das placas do Mercosul e vacinas: os destaques da live de Bolsonaro no Facebook

Na semana passada, Bolsonaro defendeu a reforma da Previdência, justificou sua fala polêmica sobre as Forças Armadas e ainda tratou de temas como lombadas eletrônicas e vacinas

SÃO PAULO - Seguindo o seu compromisso de realizar lives semanais, o presidente Jair Bolsonaro fez nesta quinta-feira (14) uma transmissão em sua página no Facebook para tratar dos assuntos do governo.

Com 15 minutos de duração, Bolsonaro foi acompanhado pelos ministros de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Em sua primeira fala, o presidente prestou homenagem às famílias das vítimas do ataque em Suzano (SP) e disse que irá trabalhar para que casos como este não ocorram.

Em seguida, o presidente falou sobre a campanha de vacinação contra a gripe e mostrou uma preocupação especial com a região do Amazonas. Diante disso, ele afirmou que, a partir de segunda-feira, serão enviados os medicamentos para Manaus, dando início à campanha.

Depois, junto com Araújo, ele falou sobre sua viagem aos Estados Unidos na próxima semana, onde ele disse que irá assinar "alguns acordos". O ministro afirmou que este movimento será a retomada de uma "parceria antiga" com os americanos.

Entre os exemplos, o ministro destacou um acordo para uso comercial da base de lançamento de Alcântara, o que não seria possível sem uma parceria com os EUA. Ainda no assunto relações exteriores, Bolsonaro também disse que irá trabalhar para acabar com a implantação das placas veiculares do Mercosul, que segundo ele, não traz nenhum benefício ao Brasil.

Assista na íntegra:

 

Contato