Em mercados / politica

Filho de Mourão é promovido no BB e triplica salário; vice-presidente defende: "possui mérito"

Antonio Hamilton Rossel Mourão agora atuará como assessor especial do presidente da instituição, Rubem Novaes, e receberá R$ 36,3 mil mensais

General Hamilton Mourão
(Antonio Cruz/Agência Brasil )

SÃO PAULO - Filho do vice-presidente Hamilton Mourão, Antonio Hamilton Rossel Mourão, funcionário de carreira do Banco do Brasil (BBAS3), foi promovido para o cargo de assessor especial do presidente da instituição, Rubem Novaes.

Com a nova função, equivalente a um cargo de executivo, seu salário passará a ser de R$ 36,3 mil mensais.

O executivo vinha atuando há 11 anos como assessor na área de agronegócio do banco, com rendimentos estimados entre R$ 12 mil e R$ 14 mil mensais.

O salto na carreira foi considerado incomum por funcionários, mas recebeu a defesa do pai, que disse que a promoção se deu por "mérito".

"[Meu filho] possui mérito e foi duramente perseguido anteriormente por ser meu filho", afirmou Mourão em entrevista ao Estadão. O novo salário de Rossell Mourão é superior ao do próprio pai como vice-presidente da República, de R$ 27,8 mil.

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem! Clique aqui e abra uma conta na Clear!

 

Contato