Em mercados / politica

Bolsonaro responde FHC e diz que PT e PSDB trabalham por indulto a Lula e condenados no 'petrolão'

Tucano fala em possível aliança entre PT e PSDB caso Bolsonaro ocupe uma das vagas para o segundo turno. Deputado diz que os dois partidos são "farinha do mesmo saco"

Jair Bolsonaro
(Reprodução autorizada Band)

SÃO PAULO - O deputado Jair Bolsonaro (PSL), candidato à presidência da República, afirmou, em vídeo publicado em suas redes sociais nesta segunda-feira (20), que PT e PSDB trabalham para conseguir um indulto para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e todos os condenados em escândalos de corrupção, como 'mensalão' e 'petrolão'.

Leia também: Bolsonaro mais atacado, ponto alto de Marina e PT lembrado: a opinião dos analistas sobre o debate da RedeTV!

A declaração veio em resposta a colocações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no sentido de uma aliança entre os dois partidos caso uma das vagas do segundo turno seja ocupada pelo parlamentar, sendo a mais recente delas ao jornal O Globo. A fala do tucano provocou incômodo em alas de seu partido e foi vista por analistas como uma ação negativa para a campanha de Geraldo Alckmin à presidência, já que pode associá-lo ao antipetismo, além da própria rejeição ao governo do presidente Michel Temer.

"Essa é a união do mensalão com o petrolão. É a certeza que PT e PSDB são farinha do mesmo saco. Na verdade, o grande projeto deles é o indulto para Lula e condenados do mensalão e petrolão. É a certeza de que o Brasil é deles e não de nós, brasileiros. Eles trabalham contra a família, favoráveis à ideologia de gênero. São dois partidos metidos até o pescoço nos mais variados atos de corrupção. Esse tipo de gente está preocupada consigo mesmo, e não com você, brasileiro", afirmou.

Leia também: CNT/MDA: Lula possui 37,3% das intenções de voto; Bolsonaro tem 18,8%

"O grande ensinamento que temos disso é que nós, pessoas de bem, que são a grande maioria do Brasil, devemos nos unir por ocasião desta corrida presidencial. Eles continuarão fazendo de tudo para me tirar de combate. Juntos nós podemos mudar o destino do nosso Brasil", complementou.

Confira o vídeo na íntegra:

Em entrevista ao jornal O Globo, FHC mostrou-se assustado com a possibilidade de Bolsonaro chegar ao segundo turno. Neste caso, ele admitiu a possibilidade de um acordo entre PSDB e PT. "Não farei objeção a que o PT nos apoie. Naturalmente, isso significa também que não haveria objeção ao contrário. Mas nós pensamos de forma diferente", afirmou.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato