Em mercados / politica

Fernando Henrique tenta unir PSDB e Marina para "chance de vitória" nas eleições

Segundo o portal Poder360, ex-presidente quer uma união dos partidos para "chance de vitória dos setores realmente progressistas"

FHC Fernando Henrique Cardoso
(Tânia Rêgo/ Agência Brasil)

SÃO PAULO - Vendo a situação ficar cada vez mais complicada na disputa eleitoral, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tenta agora fazer uma união do PSDB com a pré-candidata Marina Silva, do Rede, no que ele tem chamado de "chance de vitória dos setores realmente progressistas" nas eleições de outubro. As informações são do portal Poder360.

Segundo a publicação, a intenção é unir Marina com o ex-governador Geraldo Alckmin em um movimento de unificação de vários candidatos, para no futuro escolher quem seria o cabeça da chapa a ser lançada nestas eleições.

Neste início, o cenário que tem mais "força" é o de uma chapa com Marina como presidente e um integrante do PSDB de vice, mas o inverso pode ocorrer. Além disso, há a chance de outros nomes de outros partidos surgirem, desde que sigam uma linha parecida com a proposta pelos tucanos.

Nesta terça-feira (5) deve ser lançado o manifesto "Por 1 pólo democrático e reformista", em que, além de FHC, acadêmicos, artistas, economistas e políticos se unem em prol de uma proposta. Segundo o Poder360, o deputado Marcus Pestana explica que a ideia é levar o documento a vários pré-candidatos, como Flávio Rocha, João Amoêdo, Rodrigo Maia, Henrique Meirelles, Alvaro Dias, Paulo Rabello de Castro, além da própria Marina e Alckmin.

 

Contato