Em mercados / politica

Lula diz que processará Netflix por série "O Mecanismo": "Não temos que aceitar isso"

"O que eles têm é preocupação conosco, é a única explicação que tenho", afirmou o ex-presidente em Curitiba

Lula
(Filipe Araujo/Fotos Públicas)

SÃO PAULO - No encerramento de sua caravana pelo sul do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva citou a violência enfrentada em alguns pontos do trajeto e revelou intenção de processar a produtora Netflix pela série "O Mecanismo". Inspirada na operação Lava Jato, a produção entrou no ar na última sexta-feira (22) e já causa polêmica.

"Nós vamos processar a Netflix. Nós não temos que aceitar isso, e eu não vou aceitar. O que eles têm é preocupação conosco, é a única explicação que tenho", afirmou Lula em Curitiba (PR). O idealizador da série, José Padilha, apresenta a obra como ficção, mas baseada em fatos que deram origem à mais famosa operação contra a corrupção no Brasil.

Na série, os personagens não carregam os nomes de quem representam, mas é fácil reconhecer os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff nas figuras de João Higino e Janete Ruscov. Em uma das passagens mais polêmicas da produção, os roteiristas atribuíram a Higino uma fala de que seria preciso "estancar a sangria", o que na realidade foi pronunciada pelo senador Romero Jucá (MDB-RR) em gravação com Sérgio Machado.

Quer driblar o risco político e ganhar dinheiro com segurança nessas eleições? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato