Em mercados / politica

Pesquisa indica empate em eleição no Paraná e ações PNB da Copel reagem em alta

O mercado recebe bem à notícia que Osmar Dias chegou mais perto de Requião; leilão de energia também é esperado

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - A primeira pesquisa do Datafolha para o segundo turno das eleições para governador no Paraná revelaram um empate entre o governador Roberto Requião e o senador Osmar Dias, notícia que dá impulso às ações preferenciais classe B da Copel.

A pesquisa, que foi respondida por 1.683 eleitores de 69 cidades em dois dias, indicou que cada um dos candidatos ficou com 45% das intenções de voto e, considerando-se os votos válidos, cada um leva 50%.

Se for levado em consideração o resultado do primeiro turno das eleições, quando Requião ficou com 42,81% dos votos e Osmar 38,6%, o senador atraiu o maior número de leitores dos outros candidatos.

Notícia positiva
A notícia é bem vista pelo mercado que não simpatiza muito com alguns pontos da gestão de Requião e, por isso, manifesta sua preferência pela substituição do governador do estado, que poderia ser benéfica para as operações da Copel.

Vale mencionar ainda que, na próxima terça-feira, deverá ser realizado o leilão de energia nova, operação que deve licitar três projetos: Dardanelos, Barra do Pomba e Cambuci.

Ações em alta
Com isso, as ações preferenciais classe B da Copel operam em alta de 1,96%, cotadas a R$ 26,00. Na máxima deste pregão, a valorização deste ativo chegou a 2,27%.

Desde o início do ano as ações da empresa já se valorização mais de 47%, alta bastante expressiva em bem superior à variação positiva de 41,20% registrada pelo Ibovespa no mesmo período.

 

Contato