Em mercados / politica

Para Pactual, Política Nacional de Saneamento Básico será positiva

Os analistas do banco consideram o projeto positivo para o setor, embora ainda precise de alguns ajustes

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - O banco Pactual divulgou na última segunda-feira, 23 de maio, um relatório analisando a Política Nacional de Saneamento Básico. Neste relatório, os analistas comentam os principais aspectos do projeto.

Vale mencionar que o ministro das cidades, Olívio Dutra, entregou na última quinta-feira ao presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcante, o projeto de Política Nacional de Saneamento Básico, que irá regulamentar a concessão de serviços e incluirá novas regras para o setor. O presidente Lula espera que o projeto seja enviado ao congresso sob regime de urgência, assim poderá ser aprovado em aproximadamente 100 dias.

Para o banco, o projeto é um importante passo para atrair mais investimentos ao setor. Porém, deve sofrer algumas alterações no congresso, acreditando que o governo não ganhará sustentação política para os aspectos mais controversos.

Opinião positiva dos analistas
Os analistas consideram o projeto positivo para o setor, embora ainda precise de alguns ajustes. No caso da Sabesp, os ajustes seriam de especificar o proprietário da concessão nas áreas metropolitanas e as regras de indenização.

Mas o projeto ainda será discutido no congresso, e muitos aspectos podem ser mudados, principalmente aqueles relacionados à compensação das companhias do estado no caso de perderem a concessão, ajustes da tarifa e norma do sistema de planejamento. Além disto, a situação política atual pode dificultar uma rápida aprovação do projeto.

Com tudo isto, o banco reitera sua visão positiva para a Sabesp, assim como o preço de alvo de R$ 202 por lote de mil ações da companhia e a classificação das ações como outperform.

 

Contato