Petróleo sobe com tensões geopolíticas e dados econômicos positivos

O Fundo Monetário Internacional elevou a sua previsão para o crescimento econômico global

Lara Rizério

Publicidade

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram nesta terça-feira, à medida que a previsão de maior crescimento econômico global e a escalada das tensões no Oriente Médio compensaram as preocupações em torno da demanda chinesa.

Os futuros do petróleo Brent para março, que expira na quarta-feira, subiram 0,47 dólar, fechando a 82,87 dólares o barril (+0,57%). O contrato abril mais ativo subiu 0,67 dólar a 82,50 dólares (+0,82%).

O petróleo West Texas Intermediate dos Estados Unidos subiu 1,04 dólar, ou 1,35%, a 77,82 dólares.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O Fundo Monetário Internacional elevou a sua previsão para o crescimento econômico global, melhorando as perspectivas tanto para os EUA como para a China para uma redução da inflação mais rápida do que o esperado.

Na segunda-feira, ambos os contratos de petróleo caíram mais de 1 dólar, à medida que o aprofundamento da crise imobiliária na China alimentava preocupações sobre a demanda no maior consumidor de petróleo do mundo, com um tribunal de Hong Kong a ordenar a falência da empresa imobiliária China Evergrande Group.

“Ainda há preocupações sobre o que vimos na China, mas os fundamentos, do ponto de vista do risco de oferta, ainda são muito otimistas”, disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group.

Continua depois da publicidade

A continuação do conflito no Oriente Médio também proporcionou apoio ao mercado.

Lara Rizério

Editora de mercados do InfoMoney, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.