Petróleo sobe 3% com força da economia dos EUA e tensões no Mar Vermelho

A Maersk disse que as explosões forçaram dois navios operados por sua subsidiária nos EUA

Reuters

Refinaria de petróleo PCK Schwedt em Schwedt, Alemanha (Krisztian Bocsi/Bloomberg)

Publicidade

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram cerca de 3% nesta quinta-feira, fixando-se no seu nível mais alto desde dezembro, depois de os dados econômicos dos EUA terem mostrado um crescimento mais rápido do que o esperado no último trimestre e à medida que as tensões no Mar Vermelho continuavam a perturbar o comércio global.

Os futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 2,39 dólares, ou 2,99%, a 82,43 dólares o barril. O petróleo West Texas Intermediate dos Estados Unidos ganhou 2,27 dólares, ou 3,02%, a 77,36 dólares.

As tensões geopolíticas no Oriente Médio e a perturbação do transporte marítimo no corredor do Mar Vermelho permaneceram em foco.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Maersk disse que as explosões forçaram dois navios operados por sua subsidiária nos EUA, que transportavam suprimentos militares dos EUA, a recuar quando transitavam pelo estreito de Bab al-Mandab, ao largo do Iêmen, acompanhados pela Marinha dos EUA.

“Estamos finalmente a ver os mercados de energia acordarem para a possibilidade distinta de que estas perturbações na cadeia de abastecimento ainda durarão meses”, disse Joshua Mahony, analista-chefe de mercado da Scope Markets.

“A perspectiva de uma solução militar para garantir uma passagem segura parece improvável”, acrescentou.