Petróleo fecha em alta, com surpresa nos estoques dos EUA e tensões no Oriente Médio

Nesta quinta-feira, os EUA informaram recuo bem maior do que o esperado nos seus estoques de petróleo na semana

Estadão Conteúdo

Publicidade

O petróleo fechou em alta nesta quinta-feira, 18, de olho em sinais de aperto nas dinâmicas de oferta e demanda, com queda nos estoques norte-americanos e tensões no Oriente Médio.

Na Nymex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para março teve alta de 2,02% (US$ 1,47), a US$ 73,95 o barril. Na Intercontinental Exchange (ICE), o Brent para igual mês subiu 1,56% (US$ 1,22), a US$ 79,10 o barril.

Nesta quinta-feira, os EUA informaram recuo bem maior do que o esperado nos seus estoques de petróleo na semana, sugerindo um fortalecimento da demanda. Os dados deram algum impulso aos preços da commodity, que já operavam em alta.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Além dos inventários norte-americanos, o Spartan Capital Securities citou baixas temperaturas (que tendem a aumentar o consumo de energia) e “fatores geopolíticos” como drivers para a valorização nesta quinta.

Nesta quinta, a Força Aérea paquistanesa lançou um ataque aéreo no Irã, em retaliação à ofensiva iraniana que deixou duas crianças mortas no Paquistão.

“Com os EUA realizando novos ataques contra alvos Houthis no Iêmen, crescem as preocupações de que a agitação na região possa se alastrar ainda mais, à medida que surgem pontos isolados de conflito por toda a região”, comentou a CMC Markets em nota.

Continua depois da publicidade

Ademais, o Tesouro dos Estados Unidos sancionou uma empresa de navegação sediada nos Emirados Árabes Unidos por supostamente contornar o teto de preços sobre o petróleo russo, imposto pelo G7 como parte das punições pela guerra na Ucrânia.