Petrobras tem leve queda; seguradoras avançam com recomendação e petroleira sobe 7% com início de produção

Confira os destaques do mercado nesta segunda-feira (24)

Lara Rizério

(Foto: Shutterstock)

Publicidade

SÃO PAULO – Após uma sexta-feira de forte alta, a sessão desta segunda foi morna para o Ibovespa, que subiu apenas 0,05% com os investidores monitorando o andamento da reforma da Previdência na Comissão Especial, que deve acontecer até quinta-feira, além de acompanharem de perto a tensão entre os EUA e o Irã e aguardam pela votação do relatório da Reforma da Previdência na comissão especial até quinta-feira. 

No radar corporativo, as ações da Petrobras alternaram entre perdas e ganhos e fecharam em leve queda em dia de notícias mistas para a companhia. Após registrar alta em boa parte da sessão, o petróleo  fechou sem direção única nesta segunda influenciado por tensões geopolíticas entre Estados Unidos e Irã e, ao mesmo tempo, sem fôlego após os fortes ganhos da semana anterior. Investidores também operam de forma cautelosa à espera do encontro entre os líderes Donald Trump e Xi Jinping no G20, a partir do dia 28. Também no radar da estatal, está o pagamento de US$ 700 milhões feito por ela por conta de ação nos EUA e, além disso, hoje termina o prazo para o investidor pessoa física manifestar interesse nas ações ordinárias (com direito a voto) da Petrobras que a Caixa vai vender.

O IRB e BB Seguridade subiram com recomendação da XP Investimentos, enquanto Embraer também registrou ganhos. Já a Enauta, ex-QGEP, subiu forte com início de produção. 

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Confira esses e outros destaques da Bolsa:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras realizou na sexta-feira, por meio de subsidiárias, o pagamento do valor aproximado de US$ 700 milhões relacionado à sentença proferida pela Corte Federal do Texas, nos Estados Unidos, que julgou improcedente a ação proposta pela companhia com o objetivo de anular a sentença proferida na arbitragem movida por Vantage Deepwater Company e Vantage Deepwater Drilling Inc.

“O pagamento visa cessar a incidência de juros à condenação, permite levantar o bloqueio cautelar de bens da Petrobras e suas subsidiárias na Holanda e evita outras constrições judiciais, mas não encerra o litígio, uma vez que a companhia recorreu da decisão da Corte Federal do Texas em 19/06/2019 e segue adotando todas as medidas destinadas a resguardar os seus interesses , informou a petroleira.

Continua depois da publicidade

Segundo o fato relevante, “cabe ressaltar que a companhia já havia reconhecido a provisão desse litígio no quarto trimestre de 2018, conforme divulgado em comunicado de 07/02/2019.”

Hoje termina o prazo para o investidor pessoa física manifestar interesse nas ações ordinárias (com direito a voto) da Petrobras que a Caixa vai vender. O banco vai se desfazer de 3,24% do capital social da Petrobras, ou 241.340.371 papéis.

Desse total, até 24% será prioritariamente negociado com pessoas físicas, com valor mínimo de compra de R$ 3 mil e máximo de R$ 1 milhão. Há também a possibilidade de a compra ser feita via fundo de investimentos em ações, com R$ 100 como aporte mínimo.

Embraer (EMBR3)

A Embraer registrou ganhos nesta sessão apesar do relatório do Bradesco BBI destacando que a companhia perdeu participação de mercado no evento mais importante do ano. No geral, o total de pedidos no Paris Airshow 2019 caiu 41% em relação ao ano anterior. O crescimento global de passageiros tem sido mais fraco do esperado. Além disso, os problemas enfrentados com o Boeing 737 Max 8, que teve duas quedas neste ano, também afetou a demanda. Contudo, vale destacar que os analistas do banco mantiveram recomendação de compra para Embraer, com preço-alvo de US$ 31 por American Depositary Receipt (ADRs). Veja mais clicando aqui. 

Braskem (BRKM5)

Em recurso enviado na sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a suspensão de liminar concedida pela presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em favor da empresa Braskem, informou a assessoria de imprensa da PGR.

Alvo de ação civil pública conjunta do Ministério Público e da Defensoria Pública de Alagoas, a Braskem foi apontada como responsável por tremores que vêm provocando danos estruturais em milhares de imóveis, causando risco de afundamento dos bairros Pinheiro, Mutange e Bebedouro, em Maceió (AL). Em decorrência da ação, a Justiça ordenou – em primeira instância – o bloqueio de bens da mineradora até o valor de R$ 100 milhões.

A determinação foi mantida pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, que também proibiu a empresa de fazer a divisão de lucros obtidos no exercício de 2018, no valor de R$ 2,67 bilhões. Entre os acionistas estão Petrobras e Odebrecht. No entanto, em decorrência de um novo recurso, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, permitiu a distribuição de dinheiro sob o argumento do risco de grave lesão à economia pública.

Enauta (ENAT3)

A Enauta, antiga QGEP, iniciou a produção de petróleo no terceiro poço no campo de Atlanta, na Bacia de Santos, em 21 de junho. O poço, que atualmente está em fase de estabilização, completa o Sistema de Produção Antecipada, que produziu o primeiro óleo no campo em maio de 2018. A Enauta é a operadora do bloco BS-4, onde está Atlanta, com 50% de participação.

Frigoríficos

A China importou um volume recorde de carne em maio em uma tentativa de mitigar o impacto da gripe suína africana à medida que os preços domésticos no segmento de suínos se recuperam.

A China comprou 556.276 toneladas de carne e vísceras em maio, cerca de 45% mais em relação ao ano anterior, segundo dados alfandegários oficiais publicados no domingo, informou a Bloomberg.

Com esse volume, as importações nos primeiros cinco meses totalizam 2,2 milhões de toneladas, um aumento de 23% em relação ao ano passado.

BB Seguridade (BBSE3), IRB (IRBR3), Porto Seguro (PSSA3) e SulAmérica (SULA11)

A XP iniciou a cobertura das empresas de seguros e resseguradoras. Segundo o relatório, as empresas com recomendação de compra são a BB Seguridade (preço-alvo de R$39/ação e 21% de potencial de ganho), o IRB Brasil (preço-alvo de R$120/ação e 21% de potencial de ganho) e SulAmérica (preço-alvo de R$43/ação e 26% de potencial de ganho). 

A Porto Seguro teve o início de sua cobertura com recomendação neutra e preço-alvo de R$58/ação (7% de potencial de ganho).

“Iniciamos cobertura do setor de seguros com viés positivo baseado em melhores perspectivas econômicas para o final de 2019/início de 2020, sua baixa penetração no Brasil e o bem-sucedido trabalho das empresas para compensar menores ganhos financeiros através de iniciativas de eficiência, investimentos em tecnologia, melhorias na distribuição e outras frentes”, destacou o relatório. Veja mais clicando aqui. 

Banco Inter (BIDI4)

O Banco Inter vai pagar juros sobre o capital próprio no valor bruto total de R$ 12,812 milhões, equivalentes a R$ 0,126193160 por ação. O pagamento será efetuado em 05 de julho de 2019. A partir de 28 de junho, as ações serão negociadas “ex” estes juros sobre capital próprio.

RD (RADL3)

A RD – Raia Drogasil – vai pagar juros sobre capital próprio até o dia 03 de dezembro, no valor bruto por ação de R$ 0,1623. O benefício aplica-se à posição acionária do dia 26 de junho e, a partir do dia seguinte, as ações serão negociadas “ex juros sobre capital próprio.

Hermes Pardini (PARD3)

A Hermes Pardini aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio no valor bruto total de R$ 9,853 milhões, equivalentes a R$ 0,07569 por ação. O pagamento será realizado no dia 16 de julho, com base na participação no capital da companhia do dia 26 de junho. A partir de 27 de junho, as ações serão negociadas “ex”.

CCR (CCRO3) e Ecorodovias (ECOR3)

O governo pretende leiloar 16 mil quilômetros de rodovias até 2022, com um novo modelo, que permitiria que o valor dos pedágios variasse conforme as condições das estradas. Isso poderia estimular as concessionárias a acelerarem as obras, diz a publicação.

Para a concessão da Nova Dutra, pertencente à CCR, o jornal o Globo destacou que, no ano que vem, a ideia é instituir a cobrança por trecho percorrido. Dessa forma, quanto mais o motorista rodar pela rodovia, mais vai pagar.

Tecnisa (TCSA3)

A Tecnisa contratou bancos para avançar numa possível oferta de ações, segundo a Bloomberg. O Estadão havia informado semana passada que a oferta poderia sair em julho e que os recursos devem ser utilizados, principalmente, para o reforço de caixa, já que as dívidas de curto prazo estão superiores às disponibilidades ao final do primeiro trimestre.

Cielo (CIEL3)

A Cielo realiza a emissão de R$ 3 bilhões em debêntures a 103,80% do CDI, de acordo com informações da Bloomberg.

(Agência Estado)

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

Lara Rizério

Editora de mercados do InfoMoney, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.