Radar Bovespa

Petrobras, OGX, HRT e QGEP desabam, Itaú e Localiza avançam; veja destaques

Resultado da Petrobras atrapalha desempenho do setor nessa sessão; Santos Brasil também recua forte

SÃO PAULO – O noticíario corporativo domina a BM&FBovespa nesta segunda-feira (5), fazendo com o Ibovespa tenha queda de 0,32% por volta das 13h20 (horário de Brasília), atingindo os 59.386 pontos. Resultados mexem com as duas pontas do índice: na positiva, o Itaú Unibanco (ITUB4) vê sua ação subir 2,64%, aos R$ 34,21, enquanto as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) desabam 8,67%, aos R$ 16,54. 

A estatal anunciou na noite da véspera que encerrou 2012 com queda de 36% em seu lucro líquido consolidado, para R$ 21,182 bilhões. Esse número está acima das projeções compiladas pelo Portal InfoMoney, mas não agradaram o mercado. Nesse mesmo horário, as ações preferenciais recuam 1,72%, aos R$ 17,69. Essa diferença de rentabilidade se dá pelo fato de que a companhia reduzirá a quantidade de dividendos pagos para as ações ON, o que fez com que elas, pela 1ª vez na história, ficassem abaixo das preferenciais.   

Em carta divulgada junto com o resultado, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, atribuiu a queda do lucro a quatro fatores: aumento das importações de derivados a preços mais caros; desvalorização cambial; aumento das despesas extraordinárias, como as geradas pelo reconhecimento dos poços secos; e a produção de petróleo que, embora dentro da meta, foi menor do que a de 2011. 

PUBLICIDADE

Números da Petrobras afetam credibilidade do setor
O balanço da Petrobras colabora com que os papéis das outras empresas do setor também recuem nesta sessão. Os papéis da petrolífera de Eike Batista, a OGX Petróleo (OGXP3) estão com perdas de 1,74%, aos R$ 3,92. A empresa já vinha pressionada nas últimas sessões e pode fechar abaixo dos R$ 4,00 pela 1ª vez desde 2008.   

Enquanto isso, as ações de HRT Petróleo (HRTP3), empresa parceira da Petrobras em diversas operações na Bacia de Solimões, caem 2,90%, aos R$ 4,02. As ações da QGEP E&P (QGEP3) caem 3,41%, aos R$ 13,04. Os papéis da OSX Brasil (OSXB3), que possui algumas encomendas da estatal, caem 3,04%, aos R$ 8,29 e os da Lupatech (LUPA3) tem perdas de 0,51%, atingindo os R$ 1,97. 

Itaú Unibanco lucra R$ 3,5 bi no 4° trimestre
Nesta manhã foi a vez do Itaú Unibanco registrar um lucro líquido recorrente de R$ 3,502 bilhões no último trimestre de 2012, acima das projeções dos analistas. O número representa uma queda de 6,5% na comparação com o mesmo período de 2011. 

No ano passado como um todo, o lucro do maior banco privado brasileiro foi de R$ 14,043 bilhões, um declínio de 4,1% em relação a 2011. Segundo o analista do BB Investimentos, Carlos Daltozo, o resultado veio com alguns destaques positivos, o que ocasionou a alta do papel na sessão.

Contou a favor do banco a ligeira queda na taxa de inadimplência, medida com atrasos acima de 90 dias, que recuou de 4,9% nos três últimos meses de 2011 para 4,8% nos três últimos meses do ano passado. 

Desta forma, as despesas de provisão ficaram dentro do esperado pelo banco para o ano. Isso sinaliza, de acordo com um analista, uma retomada do crescimento para 2013, o que se refletirá positivamente no resultado do banco nos próximos trimestres. Dentre as expectativas positivas, está a retomada da carteira de veículos. 

PUBLICIDADE

O banco espera ainda que, em 2013, as despesas com provisões passem a cair. Enquanto esse item respondeu por R$ 23,64 bilhões em 2012, o Itaú Unibanco demonstra otimismo ao esperar despesas com provisões entre R$ 19 bilhões e R$ 22 bilhões. Já o crescimento da carteira de crédito deve ser entre 11% e 14%. 

Lucro da Localiza alcança R$ 86,1 mi no trimestre
Ainda em continuidade à temporada de balanços, a Localiza (RENT3) encerrou o quarto trimestre com receita líquida de R$ 795,5 milhões, registrando um crescimento de 3% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Contudo, esse resultado ficou abaixo da média das projeções dos analistas da Ágora e da CGD Securities, que sugeriam receita de R$ 850,9 milhões entre os meses de outubro e dezembro. O lucro, por sua vez, superou as projeções, atingindo os R$ 86,1 milhões.

O mercado, porém, parece estar dando maior importância para o lucro: as ações da companhia sobem 1,82%, aos R$ 37,56. Os papéis, neste horário, são uma das principais altas do Ibovespa nesta sessão.

Lucro da Santos Brasil cresce 15,7% 
Outra empresa que reportou seus resultados na véspera foi a Santos Brasil (STBP11), que viu seu lucro crescer 15,7% no quarto trimestre, para R$ 86,3 milhões.  A receita líquida da companhia subiu 10,7% nos últimos três meses do ano, para R$ 342,7 milhões. Os custos subiram na mesma proporção, para R$ 187,2 milhões. 

Embora os ganhos tenham crescido, a ação despenca, com queda de 4,07%, atingindo os R$ 30,85. O papel chegou a aprensentar perdas de 7,52% no intraday, chegando aos R$ 29,74. 

Embraer apresenta guidance para 2013
Por sua vez, a Embraer (EMBR3), terceira maior fabricante mundial de aviões comerciais, divulgou na noite da véspera seuguidance para 2013. A companhia espera um leve aumento na receita líquida este ano, apesar do corte na produção dos jatos regionais em até 15%.

A receita estimada é entre US$ 5,9 bilhões e US$ 6,4 bilhões em 2013, ante expectativa de US$ 5,8 bilhões e US$ 6,2 bilhões no ano anterior. A Embraer programou para reportar seus resultados de 2012 no dia 22 de março; a teleconferência será realizada no dia 25 de março. A ação sobe 0,86%, aos R$ 16,51.

PUBLICIDADE

Sabesp atinge máxima histórica
A ação da Sabesp (SBSP3) sobe 0,39% nesta sessão, atingindo os R$ 94,28, sua nova máxima histórica. A Sabesp, uma das campeãs de rentabilidade no ano passado com alta de 73,79%, pediu um reajuste médio de tarifa de 13,1% à Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo) por ocasião da segunda audiência pública sobre o tema. De acordo com o Goldman Sachs, revisão tarifária continua um bom catalisador para a ação.

Gol poderá captar até R$ 1 bi com Smiles
Uma eventual oferta pública inicial de ações da Smiles S.A., empresa do programa de fidelidade da Gol (GOLL4), poderá captar entre R$ 820 milhões e R$ 1 bilhão, informou o Valor. A possibilidade de a companhia aérea realizar essa operação será discutida em reunião do conselho de administração, mas já vinha sendo cogitada desde 2012. Nessa sessão, o papel sobe 0,14%, aos R$ 14,59. 

Ainda sobre a companhia, foi informado na véspera que o processo de encerramento das atividades da sua controlada Webjet terá um impacto aproximado de R$ 140 milhões referente a custos e provisões não recorrentes no resultado do quarto trimestre. Esse valor estimado decorre dos procedimentos de encerramento das operações, principalmente, dos custos com pessoal e provisões para o processo de devolução e manutenção das aeronaves Boeing 737-300 da Webjet.

Casino inicia ofensiva contra Abilio Diniz
O Casino deu largada em sua ofensiva contra Abilio Diniz, sócio fundador, minoritário e presidente do conselho de administração do Pão de Açúcar (PCAR4). Abilio planeja entrar no comando da BRF com a saída já declarada do atual presidente do conselho de administração da varejista, Nildemar Secches. Porém, o Casino deixou claro que o empresário dificilmente conseguirá fechar qualquer acordo com a BRF antes de resolver sua situação na rede de varejo – ou seja, sair completamente do Pão de Açúcar.

Na convocação da reunião de Wilkes, a holding controladora do GPA, o Casino pediu esclarecimentos a Abilio a respeito de seu interesse pela BRF e em participar do conselho da companhia, em função principalmente da relação comercial entre as empresas. Casino não pretende aceitar que Abilio acumule as duas funções – de presidente do conselho de ambas as empresas.

Secches se queixa de exposição
Em entrevista ao Estado de S. Paulo desta terça-feira, Secches, da BRF, se queixou de tanta exposição e desabafou que não merecia passar por isso. “É ruim para a empresa. Temos responsabilidade. São 100.000 funcionários, milhares de integrados, clientes no mundo todo, acionistas. Minha preocupação é dar uma satisfação a eles. A empresa está paralisada”, disse. 

Secches afirmou que a decisão de deixar o comando do conselho da BRF partiu dele. “Estou há 18 anos entre Perdigão e BRF, cumpri mais do que tinha prometido”, afirmou ao jornal. Quando questionado sobre Abilio, Secches preferiu não comentar o assunto. 

Data do leilão da OPA da Coteminas será em 12 de março
A Coteminas (CTNM4) divulgou nesta terça-feira o edital para a OPA (Oferta Pública de Aquisição) da companhia. A oferta permanecerá válida pelo período de 35 dias contados a partir de hoje, ou seja, iniciar-se-á em 5 de fevereiro de 2013 e encerrar-se-á em 12 de março de 2013, data que será realizado o leilão. 

PUBLICIDADE

Aumento de participação na BM&FBovespa
A Vontobel Asset Management informou que seus clientes adquiriram 33.153.500 ações ordinárias da BM&FBovespa (BVMF3) em 12 de janeiro. Dessa forma, eles passam a deter de forma agregada 129.910.260 papéis da companhia, o que representa 6,56% do total de ações emitidas.

A correspondência foi enviada pela Vontobel à BM&FBovespa em 1 de fevereiro, mas só veio a público via comunicado ao mercado na manhã desta terça-feira. Segundo a nota, a gestora garante que possui os papéis apenas para investimentos e que não pretende interferir no controle ou na estrutura administrativa da BM&FBovespa, nem possui açõesconversível em debêntures, bônus ou direito de subscrição.