A Hora das Opções

Petrobras faz grande descoberta em campo de petróleo; confira as oportunidades com os “pozinhos” da estatal

Notícia leva os papéis da estatal a registrarem ganhos de cerca de 1% nesta sessão e também repercute na estratégia dos pozinhos

(Divulgação)

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3;PETR4) fez em Sergipe uma descoberta que, apesar de ainda estar em avaliação para a descoberta do seu potencial, aponta-se para ser a maior desde o pré-sal, em 2006

De seis campos, espera extrair 20 milhões de m³ por dia de gás natural, o equivalente a um terço da produção total brasileira. Divulgada no mês passado, a descoberta deve gerar R$ 7 bilhões de receita anual à estatal e sócias, calcula a consultoria Gas Energy, de acordo com informações da Agência Estado.

Na avaliação do governo, a conquista pode ajudar a tirar do papel o esperado “choque de energia barata” prometido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes – plano para baratear em até 50% o custo do gás natural e “reindustrializar” o País.

PUBLICIDADE

Essa notícia leva os papéis da estatal a registrarem ganhos de cerca de 1% nesta sessão e também repercute na estratégia dos pozinhos, conforme aponta Luiz Fernando Roxo, gestor de investimentos, no programa A Hora das Opções desta segunda-feira (17). Ele destaca as melhores estratégias com opções para essa semana. 

Estratégia dos pozinhos

A “estratégia dos pozinhos” consiste em se posicionar constantemente em opções bem fora do dinheiro (“out the money”), que dificilmente serão exercidas e estejam com um valor muito baixo, esperando uma valorização bastante considerável e gerando retornos expressivos. 

A operação pode ocorrer tanto com put (opção de venda) ou call (opção de compra), vendendo-as após uma forte alta nos preços. Se isso não acontecer, elas “viram pó”, perdendo totalmente o seu valor.

A opção é um derivativo negociado na Bolsa de Valores. E como qualquer derivativo, seu preço “deriva” da oscilação do ativo ao qual ela se lastreia – no caso de uma opção de ação, o contrato varia de acordo com as oscilações desta ação na Bovespa.

Quem compra uma opção está adquirindo o “direito” de comprar ou vender alguma ação; já quem vende a opção tem a obrigação de atender a exigência daquele que comprou o contrato.

Ou seja: se você vendeu uma opção de compra e essa opção for exercida, você terá que vender essa ação ao detentor da opção pelo preço estabelecido; se você vendeu uma opção de venda e ela for exercida, você terá que comprar esta ação ao preço estabelecido. 

PUBLICIDADE

Existem dois tipos de opções: de compra (call) e de venda (put). Quando um investidor compra uma “call”, ele está adquirindo o direito de comprar uma determinada ação a um preço já estabelecido (que é preço de exercício, ou “strike”) até um dia de vencimento já firmado. Para o investidor que compra uma “put”, ele está adquirindo o direito de vender uma ação até um dia determinado a um valor já estabelecido.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!