Voto da meta

Para Campos Neto, BC não deveria nem votar na decisão sobre meta de inflação

“Temos um voto minoritário, mas já disse que na minha opinião o BC nem deveria votar nessa definição, que é do governo”, afirmou

Por  Estadão Conteúdo -

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira, 27, achar que a autarquia não deveria votar na decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) sobre a meta de inflação. “Temos um voto minoritário, mas já disse que na minha opinião o BC nem deveria votar nessa definição, que é do governo”, afirmou, em audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados.

Masterclass
As Ações mais Promissoras da Bolsa
Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Questionado sobre os impactos da alta taxa de juros sobre a dívida pública, Campos Neto respondeu que o BC não emite títulos. “O governo se financia por vários índices e de várias formas. Se diminuíssemos a dívida, teríamos juros menores. O BC não faz dívida”, completou.

Em debate com os deputados, Campos Neto disse ainda que a estagnação da produtividade no Brasil preocupa. “Tenho me debruçado a olhar o tema da produtividade, que é uma coisa preocupante. Quando você tira a agropecuária, a produtividade no Brasil é negativa. Aumentamos os anos de escolaridade, mas não houve contrapartida em produtividade”, concluiu.

Compartilhe