Economia

Pânico global faz seguro contra calote do Brasil saltar para máxima desde 2009

CDS brasileiro de cinco anos pulou para 353,69 pontos básicos em meio à onda de liquidação global, motivada por preocupações com a economia chinesa

Por  Paula Barra

SÃO PAULO – O CDS (Credit Default Swap) do Brasil, o seguro contra calote dos títulos brasileiros, atinge nesta segunda-feira (24) o maior patamar desde 2009, afetados pela onda de liquidação global, motivada pela preocupação com o rumo da economia da China. O nervosismo atinge, principalmente, os países emergentes, como o Brasil, que vê o Ibovespa afundar nesta sessão, enquanto o dólar atinge patamares ainda mais elevados.

Diante disso, o CDS para cinco anos pulou para 353,69 pontos básicos, segundo dados da CBIN compilados pela Bloomberg. Esse é o nível mais elevado desde março de 2009.

O movimento ocorre com a contaminação dos temores sobre a economia chinesa se espalhando no mundo, com bolsas e commodities despencando. Hoje, a bolsa chinesa despencou 8,5%, apagando os ganhos do ano e após chegar a acumular valorização de 60% em meados de junho. Por aqui, o Ibovespa chegou a cair 6,5% na mínima do dia, mas tem recuperação e recua às 13h40 (horário de Brasília) 1,85%, a 44.875 pontos. 

 

Compartilhe