Ouro fecha em alta e supera marca de US$ 2 mil por onça-troy

Na visão do City Index, a recuperação do ouro pode desencadear um impulso de compra e a perspectiva é de mais avanço nos preços

Estadão Conteúdo

Publicidade

O contrato futuro mais líquido do ouro fechou em alta nesta terça-feira, 21, superando a marca de US$ 2 mil por onça-troy, diante do viés negativo de dólar pela manhã e dos juros dos Treasuries. Ainda, investidores aguardam a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que será publicada às 16 horas (de Brasília).

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro fechou em alta de 1,08%, a US$ 2.001,6 por onça-troy.

Na visão do City Index, a recuperação do ouro pode desencadear um impulso de compra e a perspectiva é de mais avanço nos preços, devido à desaceleração dos rendimentos dos Treasuries e em meio ao aumento das expectativas de que o Fed não elevará mais as taxas de juros.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo análise, quanto mais a narrativa de que o BC já alcançou seu pico, “mais forte será provavelmente o apoio aos preços do ouro e da prata”. Já o TD Securities alerta, entretanto, que a “exaustão” das compras do metal precioso pode ser iminente.

Olhando para a divulgação da ata da autoridade monetária americana, o Commerzbank avalia que dificilmente o documento irá deixar alguma marca “significativa” no mercado da commodity. “Agora que as preocupações sobre o conflito no Oriente Médio diminuíram visivelmente, as perspectivas para as taxas de juro dos EUA recuperaram a vantagem para o ouro.”

Tópicos relacionados