Ouro fecha em alta, com tensões no Mar Vermelho, mas limitado por juro de Treasuries

Metal precioso com entrega prevista para fevereiro de 2024 fechou em alta de 0,24%, a US$ 2.040,50 por onça-troy

Estadão Conteúdo

Barras de ouro (Foto: PIxabay)

Publicidade

O contrato futuro mais líquido do ouro fechou em alta, com temores de agravamento dos conflitos geopolíticos no Oriente Médio após ataques a navios no Mar Vermelho, o que aumenta a atratividade do metal como segurança, mas com ímpeto limitado pelo avanço dos rendimentos dos Treasuries.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), c.

A CMC Markets destaca que, apesar do avanços dos retornos dos títulos do Tesouro americano, os riscos geopolíticos causados pela escalada de ataques a navios no Mar Vermelho por militantes Houthis impulsionam o ouro. Segundo a Reuters, um navio de propriedade norueguesa foi atacado nesta segunda-feira. Apesar de não haver reivindicação imediata de responsabilidade, autoridades dos EUA, que não quiseram ser identificadas, disseram que o M/V Swan Atlantic foi atacado por vários projéteis lançados do território do Iêmen controlado pelo movimento Houthi, alinhado ao Irã.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Craig Erlam, da Oanda, ainda chama atenção para a volatilidade do ouro durante o mês de dezembro, com o metal renovando recordes, mas logo recuando para abaixo da marca de US$ 2 mil por onça-troy. “Embora o ambiente pareça favorável para o ouro, os movimentos recentes sugerem que os traders não estão convencidos nestes níveis e não tenho a certeza de quão mais otimistas os mercados podem se tornar em termos de taxas”, destaca o analista.

Tópicos relacionados