Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta segunda-feira

Bolsas mundiais operam em queda com mais um crash do petróleo motivado pela queda na demanda por conta do coronavírus

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após um segundo crash nos preços do petróleo tipo WTI na madrugada de hoje, os mercados iniciam a semana com um viés de baixa. As bolsas da Ásia fecharam em queda, com a exceção de Xangai, onde o Banco do Povo da China cortou a taxa de juros em 0,20 pontos porcentuais para 3,85% ao ano. As bolsas europeias abriram estáveis, mas viraram para baixa em meio às preocupações com o petróleo.

Nos Estados Unidos, a IBM publica balanço hoje, enquanto Coca-Cola, Netflix e Texas Instruments divulgam resultados na terça-feira. Mas o investidor americano está mais preocupado com a reabertura da economia, que Trump anunciou para 5 de maio, e com um pacote de US$ 450 bilhões para pequenas e médias empresas em discussão no Congresso. O acordo para o pacote pode sair nesta segunda-feira, disse ontem a presidente da Câmara, a deputada Nancy Pelosi.

No Brasil, a Câmara dos Deputados vota nesta semana o chamado “orçamento de guerra” para o combate aos efeitos da epidemia do coronavírus. A Câmara deve votar a matéria na quarta-feira, após o feriado de 21 de abril.

Aprenda a investir na bolsa

No noticiário corporativo, a AES Tietê rejeitou na noite de domingo a oferta hostil feita pela Eneva. O Conselho da AES citou a “incompatibilidade” entre seus negócios e os da Eneva. Já a Eletrobras vendeu o restante da sua participação na Manaus Transmissora de Energia para a Evoltz.

1.Bolsas mundiais

O petróleo americano WTI sofreu um novo crash na madrugada de hoje, com os preços recuando mais de 15% – na manhã desta segunda-feira, o barril para maio é negociado pouco acima de US$ 14.

Segundo a CNN, o mercado percebeu que os cortes de 9,7 milhões de barris diários anunciados semana passada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) não serão suficientes para aumentar a demanda pela economia atingida pelo coronavírus.

Na China, o Banco do Povo cortou a taxa básica de juros em 0,20 pontos porcentuais para 3,85% ao ano, para impulsionar o setor de serviços, cuja recuperação é mais lenta que a da indústria.

A bolsa de Xangai fechou em alta, mas outros mercados da Ásia fecharam em leve queda. As bolsas da Europa registram perdas após um início de pregão em leve alta. Já os futuros de Nova York estão negativos, com os investidores aguardando mais uma batelada de dados corporativos do primeiro trimestre – a IBM publica seus resultados na manhã de hoje, seguida pela Netflix, Coca-Cola e Delta Airlines na terça-feira.

Veja o desempenho dos mercados, às 7h41

PUBLICIDADE

Nova York
*S&P 500 Futuro (EUA), -1,41%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,92%
*Dow Jones Futuro (EUA), -1,47%

Europa
*Dax (Alemanha), -0,55%
*FTSE (Reino Unido), -0,62%
*CAC 40 (França), -0,65%
*FTSE MIB (Itália), -0,46%

Ásia
*Nikkei (Japão), -1,15% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,84% (fechado)
*Hang Seng (Hong Kong), -0,21% (fechado)
*Xangai (China), +0,50% (fechado)

*Petróleo WTI, -26,77%, a US$ 13,38 o barril
*Petróleo Brent, -3,36%, a US$ 27,13 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 1,06%, cotados a 620.000 iuanes, equivalentes a US$ 87,66 (nas últimas 24 horas). USD/CNY= 7,0721 (+0,04%)

*Bitcoin, US$ 7.158,04 -0,27%

2.Indicadores

Em dia com poucos indicadores, o destaque no Brasil é a pesquisa Focus com as projeções do mercado para a economia. O Banco Central divulga a sondagem às 8h25.

O Eurostat divulga a balança comercial dos países da União Europeia em fevereiro na manhã de hoje. O dado é anterior à chegada da epidemia do coronavírus à Europa.

3.Política

PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro participou no domingo de um ato a favor de um golpe militar, do fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF) e contra as quarentenas para conter a epidemia do coronavírus no Brasil. O ato ocorreu na frente do quartel-general do Exército em Brasília (DF).

No ato, Bolsonaro prometeu “defender a democracia e a liberdade”, mas também afirmou que não vai “negociar nada” com o Congresso. No final de semana ocorreram carreatas contra a quarentena em Brasília, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, onde os participantes atacaram o governador João Doria (PSDB).

Doria condenou os atos e a participação de Bolsonaro na manifestação no Distrito Federal no domingo. “É lamentável que o presidente da República apoie um ato antidemocrático”, afirmou o governador de São Paulo.

Na capital paulista, Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte foram feitos panelaços contra o presidente na noite de domingo. As declarações do mandatário geraram mal-estar na cúpula das Forças Armadas.

Um general ouvido pelo jornal O Estado de S. Paulo avaliou que o lugar escolhido para o ato “não poderia ter sido pior”.

4.Pandemia

O número de mortos pelo coronavírus ultrapassou ontem mil em São Paulo, chegando a 1.015 no Estado. Em 32 dias, São Paulo chegou a 14.267 pessoas infectadas. Só no cemitério da Vila Formosa, na zona Leste da capital paulista, 13 retroescavadeiras abriram covas no final de semana.

O Ministério da Saúde informou que ocorreram 115 mortes pela doença no Brasil em apenas um dia, do sábado para o domingo. Segundo dados do Ministério, o Brasil tinha na noite de ontem 38.654 casos confirmados e 2.462 mortes.

5.Noticiário corporativo

A AES Tietê rejeitou na noite de domingo a oferta da Eneva para comprar a empresa. Em fato relevante, o Conselho de Administração da AES Tietê citou a “incompatibilidade” entre as estratégias das empresas.

PUBLICIDADE

Já a Eletrobras aprovou a oferta de R$ 232 milhões que a Evoltz Energia fez na sua participação restante na Manaus Transmissora de Energia (MTE).

Em outras notícias, a construtora MRV informou que pagará R$ 163,9 milhões em dividendos mínimos obrigatórios aos acionistas, relativos ao exercício de 2019. A MRV ainda não fixou uma data, contudo, para o pagamento.

Tudo o que você precisa saber para lucrar na Bolsa de Valores operando da sua casa em um curso gratuito: clique aqui e participe!