Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta segunda-feira

Sessão é positiva para os principais mercados mundiais em meio à expectativa por assinatura de acordo entre EUA e China

arrow_forwardMais sobre
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

A semana começa com um assunto em destaque: a assinatura da primeira fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China, prevista para a quarta-feira em Washington.

Embora o acordo que coloque um fim – ou pelo menos interrompa – a guerra comercial seja o assunto de maior relevância, muitos dados importantes serão publicados ao longo da semana, como o PIB da China, o Livro Bege nos EUA, e vários indicadores no Brasil. Nos EUA, os seis maiores bancos publicam balanços.

Vale destacar ainda a situação no Oriente Médio após o Estado-Maior das Forças Armadas do Irã admitir no sábado que, por um “erro humano”, um míssil lançado pelo seu próprio Exército derrubou o avião Boeing 737 da Ukrainian Airlines com 176 pessoas a bordo, o que suscitou diversos protestos contra o governo no país. Confira os destaques:

1. Bolsas mundiais

Aprenda a investir na bolsa

Os futuros de Nova York estão em terreno positivo nesta segunda-feira, embalados com a proximidade da assinatura da primeira fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China, prevista para quarta-feira, e da divulgação dos balanços de seis dos maiores bancos americanos. Bank of America, Citigroup, JP Morgan, Wells Fargo, Morgan Stanley Goldman Sachs publicarão seus resultados do quarto trimestre de 2019.

No mesmo período do ano passado, eles tiveram lucro de US$ 120 bilhões. A aposta do mercado é que este resultado será superado neste começo de 2020.

As bolsas da Ásia fecharam hoje em alta, mas as da Europa operam perto da estabilidade. Já a libra lidera perdas entre principais moedas após um membro do Bank of England comentar que votará por corte de juros este mês se não houver sinal de melhora econômica; PIB do Reino Unido recua inesperadamente em novembro, com uma baixa de 0,3% na comparação mensal.

Veja o desempenho dos mercados, às 7h07 (horário de Brasília):

Nova York
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,40%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,50%
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,42%

Europa
*Dax (Alemanha) , +0,16%
*FTSE (Reino Unido), +0,62%
*CAC 40 (França), +0,32%
*FTSE MIB (Itália), -0,03%

PUBLICIDADE

Ásia
*Hang Seng (Hong Kong), +1,11% (fechado)
*Xangai (China), +0,75% (fechado)
*Nikkei (Japão), +0,47% (fechado)

*Petróleo WTI, +0,24%, a US$ 58,24 o barril
*Petróleo Brent, +0,23%, a US$ 65,10 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de -0,38%, cotados a 657,000 iuanes, equivalentes a US$ 95,33 (nas últimas 24 horas). USD/CNY= 6,8895 (+0,43%)
*Bitcoin, US$ 8.092,04 -0,61%

2. Indicadores econômicos

No Brasil, a Fipe divulga às 5h da manhã sua primeira prévia de inflação de 2020. O IPC da Fipe é relativo apenas à cidade de São Paulo. O Banco Central divulga às 8h25 o Boletim Focus semanal. A secretaria de Indústria e Comércio do Ministério da Economia divulga às 15h a balança comercial semanal do Brasil.

Nos Estados Unidos, o Departamento do Tesouro divulga às 16h o resultado fiscal de dezembro de 2019 e deve sair o fechado do ano passado; os dirigentes do Fed, Eric Rosengren e Raphael Bostic falam ao longo do dia. A China pode divulgar dados da balança comercial à noite.

3. Política 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira que “vê problemas técnicos graves” na figura do juiz de garantias, incluída no pacote anticrime pelo Congresso. Moro espera agora que esses problemas sejam resolvidos no Supremo Tribunal Federal (STF), que é a instância máxima do poder judiciário, ou no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Muitas questões ficaram indefinidas. É indicativo de que faltou debate, apesar de a Câmara ter sido alertada”, disse o ministro.

4. Nissan estuda separação da Renault 

A montadora japonesa Nissan estuda a possibilidade de se separar da francesa Renault, informou no domingo o jornal britânico Financial Times e reportou a edição de hoje de O Globo. A aliança entre as duas montadoras existe há mais de 20 anos. A fuga do ex-presidente das duas empresas, Carlos Ghosn, apenas teria agravado o cenário. Executivos da Nissan dizem que a relação de trabalho com os colegas da Renault é “tóxica”.

5. Noticiário corporativo 

A Unipar Carbocloro informou que concederá 704,5 mil ações preferenciais e restritas aos seus acionistas que forem eleitos para participar de um “Plano de Outorga” da empresa. O plano tem um valor aproximado de R$ 24,8 milhões.

PUBLICIDADE

Já a Petrobras comunicou ao mercado que realizará o pagamento de R$ 8,85 bilhões ao fundo de pensão Petros.

Ainda sobre estatais, o governo vai se colocar à disposição do Senado para esclarecer questionamentos a respeito do atual modelo proposto para a privatização da Eletrobras assim que o Congresso voltar do recesso, afirmou à Reuters nesta sexta-feira o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Invista contando com a melhor assessoria do mercado: abra uma conta gratuita na XP.