Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira

Rali das bolsas mundiais tem pausa com investidores à espera de BCE e dados dos EUA: os destaques desta quinta-feira

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Após ganhos dos últimos pregões, os investidores dão uma pausa e voltam suas atenções para novos estímulos monetários vindo da Europa e nos dados de desemprego dos Estados Unidos.

Segue ainda no foco da atenção os protestos contra o racismo e violência policial nos Estados Unidos.

No Brasil, o número de mortos pela Covid-19 bate novo recorde em 24 horas, com o total de óbitos subindo para 32.548.

Aprenda a investir na bolsa

Entre as notícias corporativas, a Via Varejo anuncia sua oferta pública de ações (follow on) e a fabricante de autopeças Fras-Le reduziu seu prejuízo.

1. Bolsas mundiais

O rali de mercado tem uma trégua nesta quinta-feira e os índices acionários da Europa operam em queda, assim como os futuros de Nova York. Os investidores aguardam notícias sobre possíveis novos estímulos na União Europeia e a divulgação dos números sobre os pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos.

O DAX, de Frankfurt, registra desvalorização de 0,86%, e o CAC 40, da Bolsa de Paris, cai 0,79%.

Os investidores avaliam que há uma nova necessidade de estímulos na Europa, o que levaria ao aumento do programa de compra de ativos para lidar com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Em março, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou a compra de 750 bilhões de euros (US$ 819 bilhões) em títulos. Espera-se uma elevação desse valor na reunião que será realizada nesta quinta-feira.

“Vemos uma probabilidade de 60% de que o Banco Central Europeu aumente sua meta de compra de ativos na quinta-feira, provavelmente em 500 bilhões de euros”, disse, em nota, Florian Hense, da Berenberg Economics, segundo a CNBC.

PUBLICIDADE

Nos Estados Unidos, os protestos contra a violência e o racismo, desencadeados após o assassinato de George Floyd, seguem tomando as ruas de todo o país e dominando os noticiários. Mas parte da atenção do pregão também estará voltada para a divulgação dos pedidos de auxílio desemprego, que serão anunciados às 9h30 (horário de Brasília).

Os futuros do Dow Jones caem 0,55% e o do S&P operam com pequena variação negativa de 0,54%.

Além disso, a sensível relação entre Estados Unidos e China ganha mais um capítulo. O presidente americano, Donald Trump, anunciou na quarta-feira a proibição de voos com passageiros chineses para os Estados Unidos a partir de 16 de junho.

A decisão tinha como objetivo forçar o governo chinês a retomar os voos das companhias americanas para o país asiático. E deu certo. Nesta quinta-feira, a autoridade de aviação chinesa anunciou que permitirá que companhias aéreas estrangeiras aumentem a frequência de voos para a China a partir de 8 de junho.

*Veja o desempenho dos mercados, às 7h27 (horário de Brasília):

Nova York
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,54%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,22%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,55%

Europa
*Dax (Alemanha), -0,86%
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,45%
*CAC 40 (França), -0,79%
*FTSE MIB (Itália), -1,16%

Ásia
*Nikkei 225 (Japão), +0,36% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,17% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,14% (fechado)
*Petróleo WTI, -1,74%, a US$ 36,64 o barril
*Petróleo Brent, -1,01%, a US$ 39,39 o barril
**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de 2,12%, cotados a 737.000 iuanes, equivalente hoje a US$ 103,46 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 7,1237 (+0,14%)

2. Agenda econômica

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos concentram a agenda de divulgação de indicadores desta quinta-feira. O Departamento do Trabalho anuncia, às 9h30 (horário de Brasília), os dados sobre pedidos de auxílio desemprego. A expectativa é que o número caia dos 2,1 milhões da semana passada para 1,8 milhão de pedidos.

No mesmo horário, serão conhecidos os dados da balança comercial americana e da produtividade do setor agrícola.

Na Europa, está previsto para as 9h30 o início da coletiva do Banco Central Europeu (BCE). O BCE anuncia decisão às 8h45, com expectativa de principal taxa de refinanciamento inalterada em 0%.

No Brasil, é esperado que a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea) divulgue os dados sobre produção de automóveis.

3. Radar político e evolução da pandemia

O presidente do TSE pautou a ação sobre cassação da chapa Bolsonaro para 9 de junho. Luís Roberto Barroso incluiu na pauta da sessão de 9 de junho o julgamento de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral que apuram supostos ataques cibernéticos em grupo de Facebook para beneficiar a chapa do presidente Jair Bolsonaro, nas eleições de 2018, segundo website do órgão.

Sobre a pandemia de coronavírus, o Ministério da Saúde divulgou na quarta-feira à noite que o Brasil confirmou nas 24 horas anteriores 1.349 mortes causadas pela Covid-19. Esse é o maior número de óbitos já registrados em um único dia.

No total, o país já conta com 32.548 mortes e o número de contaminados confirmados é de 584.016.

O avanço da doença ocorre no momento em que várias regiões do país começam a reabrir a economia e que o movimento de protestos pró-democracia e contra o governo tentam ganhar força.

PUBLICIDADE

Os movimentos Juntos, Basta e Somos 70% se reuniram na quarta-feira, por teleconferência, para discutir propostas, segundo informou o jornal “Folha de S.Paulo”.

Já a Polícia Militar tenta negociar com organizadores dos protestos pró-Bolsonaro e pela democracia para tentar chegar a um acordo sobre dia e local para essas manifestações. A ideia é que elas não ocorram no mesmo local para evitar confrontos, como os registrados no último domingo.

4. Protestos nos EUA

Os protestos contra o racismo e a violência policial deflagrados pelo assassinato de George Floyd seguem ganhando as ruas dos Estados Unidos. O presidente Donald Trump chegou a pedir maior empenho da polícia para conter os protestos, mas na maior parte das grandes cidades o pedido não foi atendido.

Em Los Angeles, a prefeitura anunciou a redução do orçamento policial e uso dos recursos para investimentos na comunidade negra local. Já o ex-secretário de Defesa Jim Mattis criticou Trump pela sua estratégia de reprimir os protestos.

5. Noticiário corporativo

A Via Varejo vai fazer uma oferta de ações (follow on) de no mínimo 220 milhões papéis, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CMV).

A oferta se dará com esforços restritos, ou seja, limitada a um determinado número de investimentos. A operação é coordenada pelo Bradesco BBI, BTG Pactual, BB Banco de Investimento, Bank of America Merrill Lynch, Santander Brasil, Safra e XP Investimentos.

Já a fabricante de autopeças Fras-Le divulgou que registrou um prejuízo líquido de R$ 1,3 milhão no primeiro trimestre do ano, menor que os R$ 2,5 milhões dos primeiros três meses de 2019.

Na mesma base de comparação, a receita líquida cresceu 5,9%, para R$ 341,8 milhões. Já o Ebitda avançou 31,5%, para R$ 38,1%. Por sua vez, a margem Ebitda ficou em 11,2%, uma melhora de 2,2 pontos percentuais na comparação com o primeiro trimestre do ano passado.

E a siderúrgica Usiminas divulgou fato relevante para anunciar a atualização de sua previsão de despesas financeiras líquidas. A expectativa é que essa despesa some R$ 292 milhões em 2020.

O Segredo das Tesourarias: aprenda como lucrar da mesma forma que os bancos em um curso gratuito do analista e matemático Su Chong Wei