Mantendo plano

Opep+ mantém planos e fecha acordo para elevar produção em mais 400 mil barris por dia em abril; petróleo salta e fecha acima dos US$ 110

Organização manteve plano de elevação gradual de produção, com um adição pequena e planejada na produção do óleo em abril, apesar da disparada da commodity

Por  Equipe InfoMoney -

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) concordou com um adição pequena e planejada na produção do óleo em abril, de 400 mil barris por dia (bpd), apesar de os preços terem subido a níveis não vistos em mais de oito anos, em meio a preocupações com a oferta após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

A decisão da Opep+ ocorre um dia depois que os EUA e outros grandes países consumidores de petróleo disseram na terça-feira que liberariam 60 milhões de barris de petróleo de seus estoques de emergência na tentativa de domar o aumento dos preços.

Os preços do petróleo subiram acentuadamente nos últimos meses, alimentando a inflação em todo o mundo, em parte porque vários membros da Opep+ não conseguiram atender sua parcela de produção à medida que a demanda global aumentou.

Os valores chegaram a mais de US$ 110 pela primeira vez desde 2014 quando as refinarias se recusaram a comprar petróleo russo, levantando preocupações sobre o fornecimento global de energia.

Após a decisão da Opep+ de manter o ritmo de alta de produção, os preços do petróleo se aceleraram ainda mais, com o brent chegando a superar os US$ 113 o barril e com a commodity fechando em forte alta. O brent com vencimento em maio subiu 7,58%, a US$ 112,94 o barril, enquanto o WTI para abril teve alta de 6,95%, a US$ 110,60, no maior valor desde maio de 2011.

(com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo)

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe