Oi: lucro de 2011 recuou 48,9% com despesas de reestruturação

Companhia propôs pagamento de R$ 2 bilhões em dividendos, considerando lucro da Brasil Telecom e reservas

Mariana Mandrote

Publicidade

SÃO PAULO – A queda de 48,9% no lucro líquido da Oi (TNLP3, TNLP4, TMAR5, BRTO4) em 2011 pode ser explicada, em parte, pelo aumento de despesas financeiras realizadas para preparar a empresa para o cenário de reestruturação societária.

“Fizemos emissão em reais e duas debêntures para gerar o caixa necessário para pagar dividendos, direito de recesso e o capex (investimentos em bens de capital) da Oi S.A”, afirmou nesta sexta-feira (30) o diretor de Finanças e de Relações com Investidores, Alex Zornig, em teleconferência com jornalistas.

Segundo Zornig, as despesas cresceram de R$ 130 milhões para R$ 700 milhões entre 2010 e 2011.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Dividendos
O conselho de administração da empresa apresentou proposta de pagamento de R$ 2 bilhões em dividendos. O valor será calculado com base no lucro líquido de R$ 1,006 bilhão, que considera apenas a Brasil Telecom, acrescido de R$ 994 milhões, com base na reserva de investimentos.

Como no processo de reorganização societária, aprovado em 27 de fevereiro, todas as empresas do grupo serão incorporadas pela Brasil Telecom, que passa a se chamar Oi SA, o cálculo de dividendos aos acionistas será feito com base apenas no resultado dessa companhia.

A deliberação sobre o pagamento de dividendos será realizada em Assembleia Geral Extraordinária no dia 30 de abril.