OGX trabalha com preço de petróleo a US$ 80

De acordo com executivo, valor é realista e, no caso de oscilação, a empresa será beneficiada, pois mantém um baixo custo de produção

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – A OGX (OGXP3) trabalha com um preço de óleo de US$ 80 em seu plano de negócios, informou a companhia durante teleconferência de apresentação do plano realizada nesta terça-feira (7).

“Nós estamos falando de US$ 80 com dez para mais ou para menos, entre US$ 70 e US$ 90. Isso é uma projeção conservadora que usamos em nosso fluxo de caixa”, afirmou o diretor-geral da companhia, Paulo Mendonça.

De acordo com o executivo, o valor é realista com a visão que a empresa tem do mercado e, no caso de oscilação do preço do barril de petróleo, a empresa diz que será beneficiada, uma vez que mantém um baixo custo de operação.

O petróleo está cotado nesta terça a US$ 98,52 em Nova York e a US$ 114,73 em Londres.

Operações
A OGX disse que iniciará a produção no primeiro projeto da bacia de Campos (complexo Waimea) em outubro deste ano, com uma produção antecipada de 20 mil barris por dia.

De acordo com a empresa, a produção do segundo projeto (complexo de Waikiki) está prevista para começar no quarto trimestre de 2013, quando atingirá 150 mil barris produzidos por dia, provenientes de dez poços horizontais que produzirão uma média de 15 mil bpd cada.

A empresa adquiriu dois petroleiros VCLL com previsão de entrega em 2014 e, além disso, espera ter três FPSOs (Floating Production Storage Offloading).

Na Bacia de Campos, a empresa prevê um Capex (despesas de capital) de US$ 2 por barril e um Opex (despesas para manter/melhorar bens físicos) de US$ 16 por barril.

Compartilhe