Nubank deixará de ser companhia aberta no Brasil; investidor poderá trocar BDR por ação nos EUA

Outra opção é trocar o papel por uma outra classe de BDR, que continuará sendo negociada na B3

Equipe InfoMoney

(Imagem: Reprodução/ Facebook/ Nubank)

Publicidade

A Nu Holdings (NUBR33), dona do Nubank, informou em comunicado ao mercado que vai encerrar seu programa de BDRs nível 3. Os papéis são recibos de ações da empresa no exterior negociados na B3. A descontinuidade foi decidida pelo conselho de administração da companhia. Com isso, o banco também vai cancelar o seu registro de companhia aberta estrangeira emissora de valores mobiliários junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

“A proposta para a Descontinuidade do Programa de BDRs Nível III tem como objetivo maximizar a eficiência e minimizar redundâncias consequentes de uma companhia aberta em mais de uma jurisdição. A administração da Companhia afirma que a presente deliberação não afeta o compromisso de longo prazo do Grupo Nubank com o Brasil, tampouco com o mercado de capitais brasileiro”, diz o comunicado da Nu Holdings.

O plano de descontinuidade ainda precisa ser aprovado pela B3.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os BDRs vão continuar sendo negociados na Bolsa brasileira, mas vão trocar de categoria 3 para nível 1. O BDR Nível 1 é emitido por empresas estrangeiras sem a necessidade de listagem no país onde o papel é negociado. Ao abrir capital em dezembro de 2021, a Nu optou por uma dupla listagem, colocando ações na bolsa americana e disponibilizando BDRs Nível 3 no Brasil.

De acordo com a proposta de deslistagem da Nu, os detentores dos BDRs Nível 3 poderão trocá-los pelos BDRs Nível 1 ou poderão optar por continuar sendo acionistas da empresa recebendo, em troca dos BDRs nível 3, ações da companhia em Nova York. Cada BDR representa um sexto de uma ação ordinário do Nubank. Logo, para fazer a troca, o investidor precisa ter, ao menos, seis BDRs da companhia.

“Para quem deseja seguir um caminho diferente, teremos um processo faseado para garantir uma transição tranquila e transparente, com as opções de vender BDRs ou trocá-los por ações classe A negociadas na NYSE (a bolsa de valores de Nova York)”, esclarece o blog do Nubank.

Continua depois da publicidade

“Clientes NuSócios com ‘pedacinhos’ do Nu continuarão com as mesmas opções que sempre tiveram: seguir como acionistas ou vender seus papéis”, diz texto voltado a clientes do banco.