Novo motivo para temer juro alto nos EUA pesa e Ibovespa cai, apesar de alta das commodities

Pesquisa ADP com dados de emprego nos EUA acima do esperado abalam mercado, apesar de levantamento ter pedido aderência

Estadão Conteúdo

Publicidade

A valorização das commodities e a alta moderada da maioria das bolsas do Ocidente são insuficientes para evitar uma queda do Ibovespa nesta quinta-feira, 4, depois de ter subido apenas 0,10% ontem, aos 132.833,95 pontos. O avanço de alguns índices de ações no exterior espera os resultados melhores do que o esperado de dados de atividade PMIs na Europa.

Em Nova York, os índices futuros têm sinais distintos, limitados pelo avanço dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos. Com isso, os juros futuros brasileiros cedem, pesando sobre algumas ações ligadas ao ciclo econômico no Ibovespa.

Os mercados mantêm certa cautela após a ata do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), na véspera, deixar de sugerir quando se iniciará o processo de queda do juro básico. Na ocasião, os mercados acionários americanos fecharam em baixa.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Hoje, saiu a pesquisa ADP de geração de vagas no setor privado dos EUA. O dado mostrou a criação de 164 mil postos em dezembro, ante previsão de 125 mil. Em tese, reforça a ideia de cautela em relação a apostas de início de corte dos juros americanos em março. Já os pedidos de auxílio-desemprego caíram 18 mil na semana, a 202 mil, ante previsão 216 mil, nos EUA.

Apesar de ter perdido um pouco da aderência, a pesquisa ADP ainda é tida como uma espécie de indicador que sugere como virá o relatório oficial do mercado de trabalho dos EUA, que será divulgado manhã.

“Ontem o relatório de emprego americano Jolts já veio com um número forte. A ADP serve como um termômetro para o payroll e dependendo do que trouxer, se mostrar um quadro de inflação ainda persistente, tende a deixar os juros altos nos Estados Unidos por mais tempo, o que seria ruim para ativos de risco”, avalia Lucas Martins, especialista da Blue3 Investimentos.

Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira, foram divulgados os PMIs do Reino Unido, da Alemanha, da zona do euro, do Japão e da China. Ainda sairá o dos EUA.

O PMI de serviços chinês elaborado pela S&P Global/Caixin, por exemplo, avançou para 52,9 em dezembro, ao maior nível em quatro meses. Apesar do avanço do índice, as bolsas asiáticas fecharam em baixa.

“O resultado do PMI chinês é bom, mas em meio a tantos indicadores americanos fica em segundo plano”, diz Martins, da Blue3.

Já o minério de ferro encerrou em alta de 0,2% em Dalian, na China, cotado a US$ 142,06 por tonelada. As ações da Vale, por sua vez, caíam 0,68%, perto de 11h20. Já as da Petrobras subiam 0,36% (PN), enquanto ON zerava a alta. O petróleo desacelerava os ganhos 1,00% vistos mais cedo para 0,30%.

Além do exterior, fica no foco dos investidores a medida provisória (MP) editada em 29 de dezembro pelo governo exclui do programa de desoneração da folha de pagamentos oito dos 17 setores até então atendidos pelo benefício. As empresas se queixam da exclusão e confederações prometem reagir à MP.

Às 11h21, o Ibovespa cedia 0,78%, aos 131.788,64 pontos, ante recuo de 1,00%, aos 131.501,23 pontos na mínima, após subir 0,04%, na máxima aos 132.885,11 pontos. Abriu aos 132.830,97 pontos, com variação zero.