Em mercados

Sobre acordo comercial, Kudlow diz que EUA e China ainda "não chegaram lá"

Segundo o diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, que falou durante evento patrocinado pela Christian Science Monitor, a China "pela primeira vez" reconheceu preocupações referentes a questões comerciais, depois de "ficar em negação" por muito tempo sobre assuntos estruturais  

EUA Estados Unidos China
(Shuuterstock)

O diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, disse hoje esperar que Estados Unidos e China avancem bem nas negociações comerciais que retomarão hoje em Washington, mas alertou que os dois países ainda "não chegaram lá", referindo-se a um acordo final.

Segundo Kudlow, que falou durante evento patrocinado pela Christian Science Monitor, a China "pela primeira vez" reconheceu preocupações referentes a questões comerciais, depois de "ficar em negação" por muito tempo sobre assuntos estruturais.

Kudlow também comentou que a política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) ficou muito apertada no ano passado, quando a instituição elevou juros em quatro ocasiões, mas afirmou ser bom que os BCs sejam independentes.

Kudlow disse ainda que as sanções em vigor contra a Venezuela estão funcionando, mas ressaltou que a Casa Branca poderá adotar mais punições contra o regime de Nicolás Maduro.

Também no evento, Kudlow afirmou que, de modo geral, a economia dos EUA está "muito bem equilibrada" e que os lucros das empresas americanas "parecem bons".

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

 

Contato