Em mercados

Minério de ferro salta e chega a US$ 90 a tonelada com nova interdição de barragens no Brasil

ANM (Agência Nacional de Mineração) informou ter interditado 56 de barragens por problemas de estabilidade

Minério de Ferro - Bloomberg

SÃO PAULO - O contrato futuro do minério de ferro negociado na bolsa de Dalian, na China, registrou novamente forte alta, sendo negociado a US$ 90 a tonelada, com alta de 5,60%. 

A alta acontece na esteira da decisão da ANM (Agência Nacional de Mineração), que informou ter interditado 56 barragens por problemas de estabilidade. Desse total, 39 foram interditadas por falta de documentação e 17 devido ao fato de que as informações encaminhadas à agência reguladora pelas empresas apontaram falta de estabilidade nos empreendimentos. Vinte barragens são da Vale. A decisão foi tomada na noite de ontem (1º).

Cabe destacar que os embarques de minério do Brasil já caíram para 22,18 milhões de toneladas em março, menor desse mês em mais de uma década. Enquanto isso, nas últimas sessões, a commodity já registrava ganhos após a Rio Tinto informar que emitiu avisos de força maior para alguns clientes de minério de ferro e cortou a produção devido a danos causados pelo ciclone tropical Veronica, que atingiu o Estado de Western Australia no início desta semana.

Ainda na segunda-feira, a ANM disse que iria interditar as barragens. Inicialmente, a agência apontou que 64 empreendimentos seriam interditados, mas depois informou que revisaria o número. A maioria das barragens interditadas estão localizadas em Minas Gerais, onde ocorreu o rompimento da barragem do Córrego do Feijão, próximo a Brumadinho. Das barragens interditadas em Minas, 23 foram por falta de documentação e 13 devido às informações apontarem falta de estabilidade.

As demais barragens interditadas por problemas na documentação estão localizadas em São Paulo (6), no Mato Grosso (4), no Rio Grande do Sul (2), em Goiás (2), no Pará (1) e no Amapá (1). As barragens interditadas porque as informações apontaram falta de estabilidade estão localizadas no Pará (2) e no Paraná (1).

A decisão foi tomada atendendo ao que é determinado na Declaração de Condição de Estabilidade, cujas informações devem ser encaminhadas anualmente. Em fevereiro, após o rompimento da barragem em Brumadinho, a agência reguladora estabeleceu um prazo de 30 dias para o encaminhamento das informações sobre as barragens do tipo a montante.

(Com Agência Brasil) 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

 

Contato