Em mercados

PagSeguro sobe com expectativa de superação de guidance 2019

As ações subiram até 12% nesta sexta-feira (22) em Nova York 

PagSeguro
(Divulgação)

(Bloomberg) - O ambiente competitivo mais difícil no Brasil até agora teve efeito limitado no crescimento da PagSeguro Digital.

As ações subiram até 12% nesta sexta-feira (22) em Nova York, a maior alta desde 31 de agosto, após o lucro ajustado por ação no 4º tri superar as estimativas mais otimistas. Analistas que vão do Deutsche Bank ao Itaú BBA consideraram forte o volume de pagamentos e disseram que o PagSeguro deve ser capaz de exceder sua previsão para 2019.

“O guidance pode ser superado, apesar das perspectivas competitivas mais duras”, diz o analista do Bradesco, Rafael Frade, em um relatório. Analistas do Itaú BBA liderados por Thiago Bovolenta Batista esperam lucro líquido ajustado de R$ 1,6 bilhão em 2019 - acima do topo da previsão da empresa de R$ 1,5 bilhão.

O Deutsche Bank manteve seu rating de compra e aumentou sua estimativa de lucro por ação para 2019 e 2020. “Acreditamos que o PagSeguro continua a executar bem apesar dos temores competitivos e esperamos que o forte impulso continue em 2019”, escreveu o analista Bryan Keane.

Segundo BTG Pactual, o recente sell-off - quando as ações despencaram 32% no último trimestre de 2018 - abriu um bom ponto de entrada. O banco incluiu o PagSeguro à sua lista de recomendações de ação no Brasil em fevereiro.

“Sim, a concorrência é mais difícil, mas o PagSeguro ainda opera no único nicho do oceano azul dentro dos pagamentos, tem escala, marca, capital e vasto conhecimento setorial, e com um múltiplo ainda decente”, escreveram os analistas Eduardo Rosman e Thiago Kapulskis.

“Guidance do PagSeguro para 2019 mostra que se eles anteciparam a uma desaceleração dos níveis de 2018, com previsão levemente abaixo do consenso, ainda que em linha com o plano de longo prazo delineado em 2017", afirma Julie Chariell, analista sênior de produtos de consumo da Bloomberg Intelligence. 

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta de investimentos na XP - é de graça!

Repórter da matéria original: Vinícius Andrade em Sao Paulo, vandrade3@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Courtney Dentch, cdentch1@bloomberg.net, Catherine Larkin

©2019 Bloomberg L.P.

 

Contato