Em mercados

Grandes economistas debatem os desafios para o Brasil crescer em fórum em SP

Fórum "a mudança do papel do Estado" ocorre em São Paulo e no Rio de Janeiro e será dividido em quatro temas centrais

brasil

SÃO PAULO - Ocorre nesta quinta e sexta-feira (8) o "II Fórum - a mudança do papel do Estado: estratégias para o crescimento", realizado pela Fecomercio, UM BRASIL e a FGV (Fundação Getúlio Vargas), evento em que será debatida a mudança do papel do Estado e as medidas necessárias para o restabelecimento do crescimento econômico no País.

O fórum ocorre em São Paulo e no Rio de Janeiro e será dividido em quatro temas centrais: produtividade, competitividade e o papel do Estado; a corrupção e transparência no Brasil e na perspectiva global; o Brasil diante das novas tecnologias e economia digital; e os desafios fiscais e monetários.

No Rio, o evento ocorre nesta quinta e contará com as presenças de grandes nomes como o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, e Albert Fishlow, Professor Emérito da School of International and Public Affairs da Universidade de Columbia. Já na sexta-feira, o fórum será em São Paulo e o InfoMoney estará presente acompanhando os principais destaques.

O primeiro painel em São Paulo será o "Desafios fiscais e monetários no Brasil", que abordará questões importantes do papel do Estado, incluindo orçamento, tributação, instituições de política fiscal, empresas estatais e privatização, regulamentação, produtividade e obtenção de credito fiscal. Participam do debate Ana Paula Vescovi, Secretária do Tesouro Nacional; André Lara Resende, economista e ex-presidente do BNDES; Albert Fishlow; e Patricia Mosser, Pesquisadora Sênior da School of International and Public Affairs da Universidade de Columbia

Na sequência, Jan Svejnar (ex-Ministro de Finanças da República Tcheca),
Flavio Rocha (presidente da Riachuelo), Roberto Gianetti da Fonseca (presidente da Kaduna Consultoria) e Zeina Latif (economista-chefe da XP Investimentos) falam sobre "Produtividade, competitividade e o papel do Estado". O painel buscará lançar luz aos questionamentos vindos da grande parte da industrialização brasileira, que foi alcançada através de políticas governamentais conscientes que buscavam estimular a indústria local, enquanto usavam a política comercial como um instrumento adicional.

Em seguida ocorre o painel "Brasil diante das novas tecnologias e economia digital", para tratar da transformação digital nos negócios. E por fim, haverá o debate "Corrupção e transparência no Brasil e na perspectiva global", que falará sobre questões relacionadas às perdas de credibilidade do governo causada pela corrupção generalizada e sobre a confiança nas instituições governamentais e em muitos políticos brasileiros.

Participam da realização ainda o Columbia Global Centers do Rio de Janeiro, a Revista Voto e as escolas de Administração (EBAPE), Economia (EPGE) e o Instituto de Economia (IBRE), da FGV (Fundação Getúlio Vargas). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site do evento.

 

Contato