Em mercados

"Lula 2018", discurso de candidato de Doria e os cenários para o Brasil: uma análise da Expert 2017

Analistas políticos da XP, Richard Back e Paulo Gama traçaram um panorama geral sobre a Expert 2017

SÃO PAULO - Evento que reuniu grandes nomes do mercado financeiro e da análise econômica e política do País, a Expert 2017, realizada pela XP Investimentos entre os dias 22 e 24 de junho, trouxe importantes sinalizações sobre os próximos passos do Brasil nos próximos meses.

O InfoMoney fez uma grande cobertura deste evento e, nesta segunda-feira (26) os analistas políticos da XP Investimentos Richard Back e Paulo Gama fizeram uma análise sobre os principais assuntos abordados, entre eles a eleição de 2018 e o atual cenário do governo de Michel Temer.

Um dos grandes pontos discutidos no evento foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, destaque de diversos comentários, como Luis Stuhlberger, que afirmou que caso o petista dispute mesmo a eleição, ele com certeza estará no segundo turno. A palestra do prefeito João Doria, realizada no sábado, e seu discurso com sinais de uma eventual disputa das eleições no ano que vem também foi foco da conversa com os analistas da XP.

Além de nomes já ligados à política como João Doria e Armínio Fraga, grandes executivos também comentaram suas visões para o País no evento realizado em São Paulo entre os dias 22 e 24, caso do presidente do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, e do gestor do mais bem-sucedido hedge fund do Brasil, Luis Stuhlberger.

No time de palestrantes estiveram ainda Zeina Latif, Marcos Lisboa, Eduardo Giannetti da Fonseca e Paulo Tafner, que traçaram cenários para a economia e também comentaram como os mercados devem reagir aos diferentes cenários projetados.

Confira abaixo os destaques da Expert 2017:

“A única diferença entre Bolsonaro e o PSOL é a corporação que defendem", diz Flavio Rocha (leia mais clicando aqui)

ENTREVISTA: eleição de 2018 dependerá se teremos Lula e de quem será o anti-Lula, diz Giannetti (leia mais clicando aqui)

Lula estará no 2º turno se puder competir - e isso trará emoção ao mercado -, diz Stuhlberger (leia mais clicando aqui)

Marcos Lisboa: "O setor privado é tão culpado quanto o governo. O BNDES gastou bilhões, para que mesmo?" (leia mais clicando aqui)

Doria diz que lutará para PT não voltar ao poder e dispara: "Desculpa Dilma, mas você é uma anta" (leia mais clicando aqui)

 

Contato