Em mercados

Ideia de negócio: o que você pensa em fazer?

Mais do que inspiração, é preciso transpiração na análise. Sucesso de um negócio se baseia também na viabilidade estratégica e financeira da idéia

inovação - jovem executivo - novos negócios - startup
(Getty Images)

Uma vez convencido de que você está preparado para abrir um negócio próprio, é hora de pensar no que fazer. Nesta fase, é importante que você não se imponha limites: explore todas as suas idéias; você nunca sabe para onde elas o levarão.

Ao avaliar as suas idéias, seja criativo, original, mas não perca o senso prático. Muitos empreendedores ainda acreditam erroneamente que, para ser bem-sucedido, um negócio deve estar baseado em uma idéia nova.

Segredos do sucesso
Mas não é bem assim. Inventar algo novo é apenas uma das quatro fontes de idéias para um negócio, as demais sendo: copiar uma idéia já existente, identificar uma brecha de mercado ou desenvolver alguma habilidade que possui.

Portanto, ao invés de esperar por um momento de inspiração, reflita sobre as seguintes questões: O que você gosta de fazer? Possui algum hobby que pode transformar em negócio? Que tipo de experiência possui, que poderia ser útil em um negócio? Dicas sobre como escolher o seu negócio não faltam: você precisa apenas avaliar aquela mais em linha com o seu perfil.

Responder a estas perguntas vai ajudá-lo a identificá-la . Nesta fase, vale a pena compartilhar suas idéias com familiares e amigos. Procure orientação junto a órgãos especializados como, por exemplo, o Sebrae.

Leia revistas ou participe de eventos na área, fale com pessoas que já atuam em áreas semelhantes. Colecione todas essas opiniões e tome a sua decisão.

Refinando a sua idéia
Agora que tem uma idéia mais clara do que pretende fazer, dedique algum tempo para refiná-la. Não importa a origem da sua idéia, é importante que você avalie a sua consistência, atualidade e, é claro, a sua capacidade de colocá-la em prática.

Por mais que uma boa idéia seja importante, ela não é garantia de sucesso do negócio. Em outras palavras, uma idéia só é boa, quando é viável. E, infelizmente para aqueles que acreditam que um negócio bem-sucedido se baseia apenas em genialidade, a análise de viabilidade de uma idéia é um processo que exige muito esforço e dedicação.

Afinal, você precisa avaliar sua idéia tanto do ponto de vista estratégico (concorrentes, potencial de mercado, público alvo, fornecedores etc.) como do financeiro (ex. custo de implantação, de financiamento, margem de lucro etc.). Mais do que inspiração, tudo isso exige muita transpiração.

 

Contato