Em mercados

Por que você quer abrir um negócio?

O sucesso do empreendimento depende, em grande parte, da resposta que você dará a essa pergunta. Portanto, reflita com cuidado sobre sua decisão

loja - franquia - negócios
(Getty Images)

O sucesso do seu negócio depende, em grande parte, da resposta que você dará a essa pergunta. Existem várias razões pelas quais as pessoas abrem um negócio, e a maioria delas é de natureza bastante pessoal.

Ninguém mais, a não ser você mesmo, pode definir as razões pelas quais decidiu abrir uma empresa. Enquanto pensa sobre o porquê da sua decisão, aproveite para refletir sobre os seus objetivos. O que você pretende alcançar com essa escolha?

Abaixo analisamos algumas das razões mais comumente apresentadas pelas pessoas, e sugerimos outros pontos de análise. Afinal, as razões pelas quais as pessoas abrem um negócio nem sempre são as mais adequadas.

  • "Estou cansado de trabalhar duro para outra pessoa".
    É bem verdade que trabalhar por conta própria pode ser extremamente gratificante. Além da maior independência para agir e tomar decisões, o que é difícil de acontecer no mundo corporativo, você pode se beneficiar de um horário mais flexível, que permite acomodar seus interesses profissionais com os pessoais.

    Mas é preciso disciplina e organização. Se você não tem estas duas características, trabalhar por conta própria pode até mesmo piorar sua qualidade de vida, sobretudo nos primeiros anos, quando é preciso montar o negócio. Afinal, nesta fase a participação ativa e a liderança do proprietário são fundamentais para inspirar e motivar a equipe.

    Caso contrário, aos poucos o trabalho começa a invadir o seu final de semana, e você perde completamente o controle da sua agenda. Trabalho e vida pessoal se misturam de tal forma, que você tem a sensação de nunca descansar.

  • "Tenho uma ótima idéia de negócio".
    Não importa qual é a sua idéia - você pode ter inventado algo novo, encontrado uma oportunidade de mercado, ou simplesmente transformou seu hobby em negócio: o importante é que ela atenda às suas necessidades enquanto indivíduo. Portanto, pergunte-se: você se sente realizado com o que vai fazer?

    Ainda que o interesse pelo negócio seja importante para garantir motivação, ele não necessariamente assegura sua viabilidade. Portanto, não deixe de avaliar a sua idéia do ponto de vista econômico-financeiro.

  • "Estou desempregado há muito tempo".
    Após meses procurando um novo emprego, você decide utilizar suas economias para abrir um negócio próprio. Essa é uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas optam por abrir um negócio, mas também uma das mais arriscadas. Considerando que provavelmente usará, ao menos, parte da reserva financeira, que garante o seu sustento durante o desemprego, é fundamental que você seja ainda mais cauteloso no seu planejamento. Existe sim uma situação pior que o desemprego: a falência com dívidas.

  • "Quero ter mais tempo para fazer o que gosto".
    Esse é, sem dúvida, um dos maiores atrativos de se abrir um negócio. Se você for bem-sucedido, provavelmente o retorno financeiro será muito melhor do que o que obteria enquanto assalariado. Isso sem falar na qualidade de vida. Mas, até lá, é preciso estar financeira e emocionalmente preparado para o desafio.

  • "Um amigo me convidou para ser sócio dele".
    Muitas vezes as oportunidades surgem: pode ser um amigo que lhe convida para sócio, uma empresa que é colocada à venda e comprada pelos funcionários, ou simplesmente o fato de você se ver forçado a assumir os negócios da família. Por mais que, nesses casos, estejamos falando de empresas existentes, você deve avaliar a oportunidade da mesma forma como se tratasse de uma empresa nova. Afinal, os riscos envolvidos são semelhantes.

Ter uma idéia clara das suas motivações e objetivos é fundamental. Não só porque lhe dá a motivação necessária para seguir em frente, mas também porque lhe aponta a direção para onde seguir.

 

Contato