Em mercados

Focus: economistas diminuem projeção do PIB e aumentam estimativa do IPCA em 2014

Em relatório divulgado pelo Banco Central, economistas diminuíram a projeção do PIB para 1,62% e aumentaram o IPCA para 6,43%, voltando para baixo do teto da meta de 6,5%

SÃO PAULO - Economistas de instituições financeiras revisaram as suas estimativas para diversos aspectos da economia brasileira, de acordo com a pesquisa Focus do Banco Central nesta segunda-feira (19). A expansão do PIB (Produto Interno Bruto) em 2014 diminuiu para 1,62%, ante 1,69% da semana anterior. Porém para 2015, a expectativa aumentou para 2,00%.

Em relação à inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) em 2014, os economistas aumentaram a expectativa para 6,43% ante 6,39%, mas ainda abaixo do teto da meta, enquanto para o próximo ano a projeção se manteve em 6,00%. Já a expectativa para a taxa básica de juros, a Selic, foi mantida em 11,25% para o final de 2014 e de 12% para 2015. 

Já a projeção para a balança comercial em 2014 ficou na faixa dos R$ 3,0 bilhões, enquanto para 2015, a projeção foi mantida em R$ 10 bilhões.

 

Contato