Em mercados

Embraer investirá US$ 1,7 bilhão em nova geração de aviões

Terceira maior fabricante de aviões do mundo estimou demanda por 6.400 aviões comerciais nos próximos 20 anos

avião Embraer
(Divulgação/Embraer)

PARIS - A fabricante brasileira Embraer (EMBR3) disse durante a Paris Airshow nesta segunda-feira (17) que planeja investir 1,7 bilhão de dólares nos próximos oito anos na segunda geração de sua família de aviões comerciais.

A terceira maior fabricante de aviões do mundo estimou uma demanda por 6.400 aviões comerciais com até 130 assentos nos próximos 20 anos.

A nova geração considera três novos aviões: E175-E2, E190-E2 e E195-E2. O primeiro entra em serviço no primeiro semestre de 2018, sendo que o segundo começa a operar em 2019 e o terceiro em 2020.

Em comunicado, a Embraer afirmou que o novo formato aerodinâmico da asa, aprimoramento de sistemas e aviônicos e novos motores resultarão em reduções de dois dígitos no consumo de combustível do avião.

Com mais de 1.200 encomendas de E-Jets, a Embraer detém 42 por cento do mercado nesse segmento. Mais de 950 E-Jets foram entregues até o momento para 65 clientes de 47 países.

 

Contato