Em mercados

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem mais que o esperado

Queda de 12 mil, para 334 mil solicitações, leva indicador a se aproximar do menor nível em cinco anos

detalhe da bandeira dos EUA - Dow Jones
(Getty Images)

WASHINGTON - O número de norte-americanos solicitando auxílio-desemprego caiu na semana passada, se aproximando do menor nível em cinco anos, num sinal de resiliência do mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 12 mil, para 334 mil, segundo dados ajustados sazonalmente, informou nesta quinta-feira (13) o Departamento do Trabalho.

Esse foi o menor número de pedidos iniciais de auxílio-desemprego desde o começo de maio e se aproxima de níveis não vistos desde o início da recessão de 2007 a 2009.

O número superou as expectativas de economistas consultados pela Reuters, que esperavam queda de 1 mil. A média móvel de quatro semanas, que exclui a volatilidade semanal, caiu em 7.250, para 345.250.

 

Contato