Em mercados

Ibovespa começa pregão em alta de 0,44%, aguardando notícias dos EUA

Manutenção dos ganhos vai depender dos dados que serão apresentados até o fim desta manhã no exterior

SÃO PAULO - Confirmando a tendência de acompanhamento das bolsas na Europa, o Ibovespa iniciou o pregão desta quinta-feira (22) em leve alta de 0,44%, atingindo os 56.900 pontos. Os investidores ainda aguardam indicadores dos Estados Unidos que vão ser divulgados até o fim da manhã.

Os mercados parecem otimistas quanto a esses dados norte-americanos, que incluem o PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre. Apesar disso, a agência de classificação de risco Fitch chegou a ameaçar o rating AAA do país, citando que problemas políticos podem impedir um ajuste fiscal que controlaria as contas do governo central.

Jason Vieira, analista da Cruzeiro do Sul Corretora, lembra que o corte no orçamento, que prevê uma redução de 2 pontos percentuais na folha de pagamento do setor público norte-americano. “A classe política continua um elemento global perigoso à economia”, avalia o especilalista.

Início da sessão
As principais ações negociadas nesta abertura incluem as de Vanguarda Agro (VAGR3, R$ 0,32, +3,23%), recuperando parte das perdas dos últimos oito pregões, de GOL (GOLL4, R$ 13,05, +1,71%), TAM (TAMM4, R$ 37,83, +1,64%),  Hypermarcas (HYPE3, R$ 8,60, +1,18%) e Fibria (FIBR3, R$ 13,55, +1,04%).

Na parte vendedora, a pior queda registrada é a dos papéis preferenciais da Cemig (CMIG4, R$ 32,35, -0,70%) e da Cesp (CESP6, R$ 32,80, -0,55%).

Projeções para o dia
A melhora de expectativa aparece para Octávio de Barros, diretor de pesquisas e estudos econômicos do Bradesco, como um motivo para que o benchmark brasileiro venha a apresentar valorização nesta sessão. No dia anterior, o Ibovespa cedeu 0,37%.

No campo da análise técnica, Régis Chinchila, da Gradual Investimentos, volta a afirmar que a principal resistência do índice é a marca de 57.300 pontos, quando a tendência de baixa deve ser afastada. O suporte, no entanto, para que o movimento se intensifique ainda mais, é em 54.500 pontos.

Indicadores
Os principais dados macroeconômicos a serem conhecidos pelos investidores nesta quinta são dos EUA. Serão conhecidos os números de pedidos de seguro desemprego e a confiança do consumidor, através do Michigan Sentiment.

 

Contato