Em mercados

Ibovespa Futuro inicia pregão em alta, conforme mercados internacionais

Europeus discutem ampliar o fundo de resgate de € 440 bilhões para € 2 trilhões, segundo rumores de agências internacionais

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro opera em alta de 1,43%, aos 54.275 pontos, na esteira dos mercados internacionais, uma vez que notícias no cenário externo indicam uma ampliação do fundo de resgate europeu.

Segundo publicado na imprensa internacional, autoridades europeias discutiram ampliar o EFSF (Fundo Europeu para Estabilidade Financeira) de € 440 bilhões para € 2 trilhões.

Ao mesmo tempo, o Banco Mundial e o FMI (Fundo Monetário Internacional) tentam injetar confiança nos mercados ao afirmar, em comunicado durante o final de semana, que “nós concordamos em agir decisivamente para enfrentar os perigos que a economia global confrontam”.

Por outro lado, as informações sobre uma reestruturação da dívida grega ganham força, com a publicação em um jornal grego de que o ministro de finanças da Grécia, Evangelos Venizelos, teria apresentado ao FMI e ao BCE (Banco Central Europeu) uma proposta que envolve o perdão de 40% a 50% de sua dívida.

Inflação acima do teto
Por aqui, o Banco Central publicou o Relatório Focus, cujas projeções indicam que a inflação deverá ultrapassar o teto da meta estabelecida pela instituição. Com alta de 0,06 ponto percentual sobre a semana anterior, a estimativa é para um IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 6,52% ao final do ano. No entanto, a agenda de indicadores econômicos para o restante do pregão é pouco movimentada, com destaque para as vendas de novos imóveis nos EUA.

 

Contato