agroquímicos

Monsanto interrompe negociações com a Bayer e recusa oferta de US$ 62 bilhões

Companhia americana disse estar aberta para ouvir novas propostas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A indústria de grãos transgênicos, Monsanto, rejeitou a proposta de US$ 62 bilhões feita pela Bayer, companhia alemã do setor químico-farmacêutico. Por meio de comunicado, a empresa americana disse seu Conselho de Administração viu a oferta como incompleta e financeiramente inadequada.

Apesar do recuo da Monsanto, a empresa divulgou que está aberta a conversas contínuas para avaliar se uma transação com melhor interesse dos acionistas da companhia pode ser alcançado.

Hugh Grant, CEO da Monsanto, avaliou que seria positivo um acordo entre as companhias. “Acreditamos nos benefícios substanciais que uma estratégia integrada poderia fornecer aos produtores e sociedade em geral. Nós temos muito respeito pelos negócios da Bayer”. Entretanto, o executivo ponderou “a atual proposta não aborda adequadamente ou fornece garantias para a parte do financiamento potencial e riscos de execução regulamentares relacionados com a aquisição.”

PUBLICIDADE

Com a compra da Monsanto, a Bayer pretendia criar uma empresa líder mundial no setor de pesticidas e adubos, além de tentar reverter uma queda no quadro de vendas que é observado nos últimos meses.