Minério de ferro negocia em faixa restrita com reavaliação de cenário de demanda

A incorporadora chinesa Country Garden disse na quarta-feira que apresentou uma petição de liquidação, obscurecendo as perspectivas de renovação da dívida e minando os esforços de Pequim para restaurar a confiança no setor imobiliário, o maior consumidor de aço

Reuters

(divulgação)

Publicidade

PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros do minério de ferro foram negociados em uma faixa apertada nesta quinta-feira, com os investidores reavaliando as perspectivas de demanda no curto prazo na China, principal mercado consumidor do minério, em meio às expectativas de que as siderúrgicas aumentem a produção, apesar das preocupações persistentes com o setor imobiliário.

O contrato de minério de ferro mais negociado para maio na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China fechou a sessão do dia com queda de 0,17%, a 892 iuanes (124,00 dólares) por tonelada.

O benchmark do minério de ferro de março na Bolsa de Cingapura avançou 0,46%, a 116,55 dólares a tonelada.

Continua depois da publicidade

A incorporadora chinesa Country Garden disse na quarta-feira que apresentou uma petição de liquidação, obscurecendo as perspectivas de renovação da dívida e minando os esforços de Pequim para restaurar a confiança no setor imobiliário, o maior consumidor de aço.

Uma recuperação mais lenta do que o normal da demanda downstream diminuiu o entusiasmo das siderúrgicas chinesas em aumentar a produção após o feriado de uma semana do Ano Novo Lunar, disseram analistas.

“O país está entrando em seu período de pico de construção, mas há poucos sinais de que as siderúrgicas estão aumentando a produção”, disseram analistas do banco ANZ em nota.

Continua depois da publicidade

O consumo diário de minério sinterizado entre as siderúrgicas pesquisadas pela consultoria Mysteel caiu 0,8% na semana, para 1,06 milhão de toneladas em 29 de fevereiro, mostraram dados.

“Uma postura vigilante prevaleceu com a aproximação da importante reunião… a demanda por minério ainda não melhorou materialmente”, disseram analistas da Shengda Futures em nota, referindo-se à reunião parlamentar anual da China — o Congresso Nacional do Povo.

Vários participantes do mercado esperam que a demanda por minério aumente nas próximas semanas, quando as usinas precisarem reabastecer para sustentar as necessidades de produção.

Continua depois da publicidade

“A produção de metal quente já está em um nível baixo. Portanto, é mais provável que aumente mais tarde, em comparação com a possibilidade de um declínio adicional”, disse um analista chinês, que pediu anonimato pois não está autorizado a falar com a imprensa.