Cashback

Méliuz (CASH3) reverte lucro e registra prejuízo de R$ 2,9 mi no 3º trimestre

Segundo a empresa, o Ebitda ficou negativo em R$ 9,3 milhões por conta da alta das despesas na linha de pessoal, “em linha com a estratégia”

Por  Fernando Lopes -

SÃO PAULO – A Méliuz (CASH3) registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 2,950 milhões, revertendo lucro de R$ 4,733 milhões de um ano antes.

Já o prejuízo da controladora foi ainda maior, de R$ 4,539 milhões, revertendo lucro de R$ 4,733 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 9,3 milhões negativos no trimestre analisado. O Ebitda ajustado ficou negativo em 9,9 milhões.

No segundo trimestre, o Ebitda foi negativo em R$ 7,2 milhões.

ebitda cash3

Segundo a empresa, o Ebitda negativo foi “majoritariamente explicado pelo aumento das despesas na linha de pessoal, o que está em linha com a nossa estratégia”.

A empresa fechou o mês de outubro de 2021 com 395 colaboradores, mais que o dobro do número de colaboradores do dia do IPO em novembro de 2020.

O Méliuz ainda explicou que 70% dos desenvolvedores “estão trabalhando em features, melhorias e novos produtos que serão lançados ao longo dos próximos trimestres”, o que impactou no Ebitda.

Receitas sobem no balanço

As receitas líquidas cresceram no período. No 3TRI21 foi para R$ 48,033 milhões, contra R$ 25,644 milhões, de um ano atrás. O aumento é de 98,9%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Completamos no último dia 5 (de novembro) um ano do nosso IPO, um divisor de águas na história do Méliuz rumo ao nosso objetivo de ganhar mais relevância no cotidiano de nossos usuários, agregar mais valor aos nossos parceiros e gerar mais valor aos nossos acionistas”, comemorou o CEO da empresa, Israel Salmen.

“O modelo antigo de parceria no cartão de crédito já não era mais capaz de criar a experiência ideal aos nossos usuários e optamos por redesenhar o nosso produto. Consequências imediatas como redução na abertura de novas contas e redução dos usuários ativos dessa vertical já eram esperados”, seguiu.

A base de usuários, entretanto, aumentou de 11,6 milhões no 3TRI20 para 20,8 milhões no 3TRI21. No trimestre analisado, foram abertas, em média, 30 mil contas por dia útil.

Na relação direta com o trimestre anterior, o segundo do ano, houve uma queda do ritmo de abertura, explicada pela empresa pela priorização do desenvolvimento do novo cartão Méliuz, com lançamento previsto para janeiro de 2022.

GMV (Volume Bruto de Mercadorias) trimestral e últimos 12 meses (Em R$ bilhão)

Assim que o novo app e o novo cartão Méliuz forem lançados, a expectativa é que o número de contas abertas por dia útil retorne ou supere a média apresentada ao longo do primeiro semestre de 2021.

Mas a empresa destaca 44 milhões de visitas (+184% na comparação anual), 24 milhões de sessões no site (+50%) e um recorde de novos compradores, alta de 191% na comparação com o 3TRI21, e de compradores totais, alta de 79%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

Compartilhe