Após fechamento

Melhor ação da Bolsa aprova dividendo de R$ 2 bi; Fitch corta perspectiva sobre BTG

Fibria confirma dividendos extraordinários para seus acionistas, enquanto banco BTG é colocado em observação para possível corte de rating

SÃO PAULO – Maior alta do Ibovespa em 2015, a empresa produtora de papel e celulose Fibria (FIBR3) confirmou nesta segunda-feira (30), o pagamento de dividendos intermediários que somam R$ 2 bilhões. A companhia já havia anunciado a proposta de remuneração aos acionistas em 22 de outubro. O valor equivale a R$ 3,612778081 por ação da companhia.

Na época do anúncio, a empresa explicou que a proposta ocorre após os ótimos resultados do ano. “Considerando o saldo existente na Reserva para Investimentos da Companhia em 30 de junho de 2015, no valor de R$ 2.805.710.605,33, e tendo em vista a geração de caixa da Companhia, a Administração propõe a distribuição de dividendos intermediários em caráter extraordinário”, dizia o comunicado da Fibria.

“O valor a ser distribuído a título de dividendo intermediário em caráter extraordinário, corresponde a, aproximadamente, 71% do montante existente na Reserva para Investimentos da Companhia. Nesse sentido e considerando a geração de caixa da Companhia no exercício de 2015, acima do esperado, a Administração da Companhia informa que a distribuição de referido valor não causará qualquer efeito adverso em seu plano de negócios ou sua perspectiva futura de investimentos”, completou a companhia.

As ações da companhia ficarão “ex-dividendos” a partir desta terça-feira (1), enquanto o pagamento está previsto para ocorrer no dia 9 de dezembro.

BTG com risco de rebaixamento
A agência de classificação de risco Fitch colocou o rating de gestor de recursos da BTG Pactual Asset Management em observação negativa após a prisão do CEO  (o qual renunciou ao cargo) e principal acionista do banco, André Esteves. “A Observação Negativa reflete os riscos dos possíveis impactos da redução dos ativos sob gestão sobre os negócios da BTG Pactual Asset como resultado deste evento”, diz o comunicado da agência.

A Fitch colocou o rating do BTG Pactual e de suas entidades relacionadas em Observação Negativa do BTG Pactual devido aos possíveis impactos à franquia do banco e à sua captação de atacado. A agência lembrou ainda que o rating de gestores de recursos da BTG Pactual Asset foi afirmado em 11 de agosto em ‘Mais Alto Padrão’, baseado na sua forte plataforma de gestão de investimentos e em sua estrutura operacional.