Mario Monti é oficialmente encarregado de formar novo governo na Itália

Segundo a Constituição italiana, a nomeação deve ser aprovada no prazo de dez dias pelas duas câmaras do parlamento

Por  Maria Cecília Ferraz Fontes

São Paulo – O economista e ex-comissário europeu italiano Mario Monti foi oficialmente encarregado de formar governo pelo presidente da República de Itália, Giorgio Napolitano. A informação foi confirmada pela Presidência italiana no fim da tarde de domingo (13), horário local.

A nomeação foi feita no final de um longo dia de consultas do presidente para assegurar consenso e uma maioria parlamentar a um governo liderado por Monti. Segundo a Constituição italiana, a nomeação deve ser aprovada no prazo de dez dias pelas duas câmaras do parlamento.

“O contexto econômico europeu e global é problemático, precisamos agir com urgência”, disse Monti apontando ainda que para conter a crise da dívida que assola a região, a Itália precisa ser um elemento de força e não de fraqueza na União Europeia (UE).

Porém, antes que qualquer medida seja implantada no sentido de corrigir as finanças públicas da Itália, Monti precisa escoher um gabinete e sua nova administração precisa garantir maioria parlamentar. O economista recebe apoio da oposição de centro-direita e de membros do partido conservado, do atual primeiro-ministro, Silvio Berlusconi.

Compartilhe