URGENTE Tentativa de assalto a Viracopos deixa 2 feridos e fecha rodovia; terminal de embarque foi reaberto

Tentativa de assalto a Viracopos deixa 2 feridos e fecha rodovia; terminal de embarque foi reaberto

Siderúrgicas

Mais uma boa notícia para as ações de setor que já dispara nos últimos dois anos

Os dados divulgados pelo Inda sobre demanda de aço superaram as expectativas do mercado, reiterando avaliação positiva do Credit Suisse sobre o setor siderúrgico

SÃO PAULO – Seguindo o calendário de indicadores econômicos, na última segunda-feira (19), o Inda (Instituto Brasileiro de Distribuidores de Aço) reportou suas estatísticas referentes ao volume de embarques de aço ocorridos no mês de Janeiro de 2018.

Os dados apresentados foram bem superiores ao esperado, atingindo o crescimento de 25% na comparação mensal, o que indica uma acentuada demanda de aço. Devido a isso, os estoques de aço estão caindo, atingindo o segundo menor nível desde 2013 (3,1 vezes a demanda mensal).

O Credit Suisse analisou o resultado como “positivo” e “forte”, destacando que estes números confirmam a visão do banco de investimentos de que a demanda deve crescer a dígitos duplos. Estes fatores levaram o banco a reiterar sua recomendação de compra para as ações que mais se beneficiam neste cenário de crescente demanda, tais como Usiminas (USIM5), Gerdau (GGBR4) e CSN (CSNA3).

PUBLICIDADE

Para a Usiminas, por exemplo, o banco projeta um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 3,8 bilhões, caso o volume de vendas aumente 10% e os preços subam 5%; já o preço-alvo é de R$ 16,00 para a ação. Por sua vez a CSN, que tem preço-alvo de R$ 12,00 pelo Credit Suisse, tem um Ebitda projetado de R$ 6,2 bilhões no mesmo cenário de aumento de 10% sobre o volume e de 5% no preço. Na mesma linha, sobre a Gerdau, cujo preço-alvo é R$ 19,00, o banco esperaria um Ebitda de R$ 5,9 bilhões neste cenário de aumento.

Quer comprar ações recomendadas? Aproveite a menor taxa de corretagem do Brasil: clique aqui e abra sua conta na Clear.

Se depender do otimismo da Inda, que acredita que neste mês de Fevereiro a demanda crescerá mais 12%, o volume de vendas de aço deve crescer.

Vale destacar que os analistas do Credit Suisse estão bastante otimistas com o setor. No início de fevereiro, o banco suíço apontou que, mesmo com o rali dos últimos dois anos, as ações do setor têm ainda mais potencial de alta, elevando  a recomendação de neutra para outperform (desempenho acima da média do mercado) para a Usiminas e a Gerdau. O preço-alvo para os ativos USIM5 passou de R$ 9 para R$ 16, enquanto os ativos GGBR4 tiveram o preço-alvo elevado de R$ 14 para R$ 19.