Lula defende que Vale pague por desastres ambientais em Mariana e Brumadinho

Durante entrevista à Rádio Itatiaia, em meio à visita ao Estado de Minas Gerais, Lula criticou a mineradora por fingir "que nada aconteceu" em Brumadinho e Mariana

Reuters

Brasília (DF), 24.10.2023 - Presidente Lula é entrevistado pelo jornalista Marcos Uchoa para o programa Conversa com o Presidente. Imagem: Canal Gov

Publicidade

(Reuters) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira que a mineradora Vale (VALE3) pague pelas tragédias ambientais envolvendo a empresa nas cidades mineiras de Brumadinho e Mariana, mas disse que ainda é preciso encontrar uma solução para o caso.

Durante entrevista à Rádio Itatiaia, em meio à visita ao Estado de Minas Gerais, Lula criticou a mineradora por fingir “que nada aconteceu” em Brumadinho e Mariana.

Em 2015 e 2019, as cidades de Mariana e Brumadinho, respectivamente, foram alvos das consequências do rompimento de barragens ligadas a Vale que deixou centenas de mortos e uma situação humanitária crítica na região.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Enquanto no caso de Brumadinho a barragem Mina Córrego do Feijão pertencia a empresa, a mina de “Fundão”, responsável pelo desastre em Mariana, pertencia a Samarco, um empreendimento conjunto entre a Vale e a BHP.

A Vale não respondeu imediatamente a um pedido de comentário feito pela Reuters.