Lucro consolidado da Itaúsa avança para R$ 1,08 bilhão no primeiro trimestre

Resultado de Equivalência Patrimonial cresceu 4,3% no período de janeiro a março e chegou a R$ 1,162 bilhão

Por  Julia Ramos M. Leite

SÃO PAULO – A Itaúsa (ITSA4) divulgou nesta terça-feira (11) seu resultado referente ao primeiro trimestre de 2010, período no qual registrou um lucro líquido consolidado de R$ 1,079 bilhão – um avanço de 19,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. A cifra resulta do lucro líquido recorrente de R$ 1,051 bilhão com o resultado extraordinário de R$ 28 milhões, explicado basicamente pelo efeito no resultado de equivalência patrimonial da aquisição de ações para tesouraria pelo Itaú Unibanco e Duratex.

De acordo com a empresa, os principais destaques de seu resultado são o avanço da integração do Itaú Unibanco e o cenário industrial favorável – que beneficiam Duratex (DTEX3), Itautec (ITEC3) e Elekeiroz (ELEK3, ELEK4).

A empresa explica em seu relatório que, por ser uma holding pura, tem seu resultado composto basicamente pelo Resultado de Equivalência Patrimonial, apurado a partir do resultado de suas controladas. Assim sendo, no 1T10 o Resultado de Equivalência Patrimonial foi de R$ 1,162 bilhão e cresceu 4,3%, “puxado principalmente pelo resultado da Área de Serviços Financeiros que cresceu 6,5%”.

O resultado próprio, por sua vez, foi afetado por dois fatores principais. Primeiramente, despesas tributárias no valor de R$ 58 milhões, representando um aumento de 109% em relação ao trimestre anterior, “correspondentes à incidência de PIS e COFINS sobre juros sobre o capital próprio declarados e ou pagos por controladas no período”, explica a companhia. Além disso, houve uma despesa de R$ 50 milhões referente a atualização vinculada a variação de preço relativo a contrato de alienação de participação societária no exterior.

Compartilhe