Açu

LLX afirma que saída da Ternium de projeto em Açu não impacta no empreendimento

Segundo diretor da companhia, empresa já busca novas oportunidades e está revendo modelo de negócios

Por  Carolina Gasparini

SÃO PAULO – A LLX Logística (LLXL3) afirmou nesta sexta-feira (6) que a saída da Ternium do projeto de implantação de uma siderúrgica no Superporto de Açu não impacta o plano de negócios atual da empresa. O acordo tinha sido feito em 2010 e previa a construção de uma usina siderúrgica ou pelotizadora no Rio de Janeiro.

Segundo o diretor da LLX, Marcus Berto, a empresa já busca novas oportunidades de negócio para a área, que conta com cerca de 13 quilômetros quadrados. “Com a retração do mercado siderúrgico nos últimos anos, o modelo de negócios da LLX está sendo revisto. Logo, a decisão da Ternium em não instalar uma usina siderúrgica no Superporto do Açu não altera o desenvolvimento do empreendimento”, afirmou o diretor em comunicado.

De acordo com a companhia, a totalidade das ações da SNF (Sideúrgica Norte Fluminense) será transferida para a LLX, em uma operação ainda sujeita a aprovação de órgãos reguladores e da celebração de contratos necessários.

Compartilhe