Karoon cancela IPO, alegando “condições desfavoráveis de mercado”

Empresa alegou dificuldades na conjuntura do mercado para o cancelamento; reembolso ocorrerá em até três dias úteis

Equipe InfoMoney

Publicidade

SÃO PAULO – A Karoon Petróleo & Gás, empresa subsidiária da Karoon Austrália, cancelou nesta sexta-feira (19) o processo de IPO (Initial Public Offering), conforme comunicado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), no qual informa que a decisão ocorreu em decorrência da atual conjuntura do mercado.

O processo teve início quando a companhia entrou com pedido de distribuição dos papéis junto à CVM no dia 8 de setembro, com a finalidade de emitir 1,030 milhão de ações, conforme publicado nos termos da oferta, e, assim, captar até R$ 1,055 bilhão com a oferta, caso o teto das estimativas fosse atingido.

Explicações
“A Karoon anuncia que, dadas as condições desfavoráveis do mercado, não continuará com o IPO de seus ativos sul-americanos desta vez”, explicou a empresa em nota.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ademais, a companhia apontou que recentes elevações de capital por companhias brasileiras do setor petrolífero não obtiveram o desempenho esperado por investidores, causando “certa exitação”.

Entretanto, a empresa ressaltou não ter desistido da oferta. “A Karoon agora esperará pela melhora nas condições de mercado, antes de reavaliar as melhor oportunidades para criação de valor”, disse a empresa.

Reembolso dos investimentos
O período de reservas já tinha se encerrado e a empresa anunciaria o preço por ação na última quinta-feira. Todos os pedidos serão cancelados, e os investidores que já tiverem efetuado o pagamento do investimento receberão o reembolso, sem juros ou correção monetária, no prazo de três dias úteis, contados a partir desta sexta-feira.