Melhor trimestre da história

JBS tem lucro líquido recorde de R$ 4,4 bi no 2º tri e anuncia pagamento de R$ 2,5 bi em dividendos

Segundo o CEO global da empresa, esse foi "o melhor de todos os trimestres da história da companhia"

Fábrica da JBS
(divulgação)

SÃO PAULO – O frigorífico JBS (JBSS3) registrou lucro líquido de R$ 4,4 bilhões no segundo trimestre deste ano, uma alta de 29,7% em relação ao mesmo período de 2020, o maior lucro trimestral da história da companhia.

O desempenho no período foi impulsionado, segundo a empresa, pelo desempenho das operações na América do Norte.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado também foi recorde, em R$ 11,7 bilhões, uma alta de 10,3% na comparação anual.

Já a receita líquida consolidada teve alta de 26,7%, para R$ 85,6 bilhões entre abril e junho deste ano.

“Esse trimestre que estamos apresentando agora, o segundo, é o melhor de todos os trimestres da história da companhia. É o melhor em faturamento, em lucro líquido e o melhor operacional, em termos de Ebitda”, disse à Reuters o CEO global da JBS, Gilberto Tomazoni.

Além do balanço, a companhia informou que irá antecipar a distribuição de dividendos intercalares, no valor de R$ 2,5 bilhões, o que representa R$ 1 por ação, a serem pagos em 24 de agosto, com base na posição acionária de 16 de agosto.

(Com Reuters)

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se grátis e participe.