Itaúsa (ITSA4) levanta R$ 1,7 bilhão com venda de ações remanescentes da XP

Alienação faz parte da decisão da Itaúsa de desinvestir da XP por não se tratar de um ativo estratégico para a companhia

Felipe Moreira

Divulgação Itaúsa

Publicidade

A Itaúsa (ITSA4) concluiu na última quarta-feira (13) a alienação total de ações Classe A de emissão da XP Inc., por meio de vendas realizadas nos meses de novembro e dezembro, correspondente a 14.770.985 ações, pelo montante líquido aproximado de R$ 1,7 bilhão. Com as operações, a holding não possui mais participação na XP.

Segundo fato relevante, a alienação faz parte da decisão da Itaúsa de desinvestir da XP por não se tratar de um ativo estratégico para a companhia.

Além disso, parte dos recursos obtidos com a alienação foram destinados ao resgate antecipado das debêntures da 1ª série da 5ª emissão e parte será direcionada ao reforço de caixa e à ampliação do nível de liquidez da companhia.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Não são esperados impactos relevantes nos resultados da Itaúsa do 4º trimestre de 2023, já que o investimento da Itaúsa na XP estava contabilizado como ativo financeiro mensurado a valor justo desde o 3º trimestre de 2023”, diz fato relevante.